terça-feira, 31 de julho de 2012

ENCONTRADOS PROBLEMAS NO PAVITOTAL

Escrevi faz dias que o PaviTotal estava com problemas e corria o risco de ser o maior erro político de Salvaro. Seu governo anunciou 500 ruas no programa, mudou para 300, fez 29 até o momento, como podem ver nas informações disponíveis no site da Câmara de Vereadores.

A matéria da assessoria de imprensa do legislativo criciumense:

Desnivelamento de ruas, de meio-fio, bocas de lobo entupidas, lajotas esfarelando, subcontratações de trabalhadores sem carteira assinada e máquinas da prefeitura trabalhando nas obras do Programa Pavitotal foram apenas algumas das inúmeras irregularidades constatadas, nesta tarde, pela Comissão de Serviços Públicos. A vistoria foi realizada pelos vereadores Ivan Westphal (Camisa-PT) e Douglas Mattos (PC do B), acompanhados do presidente da União da Associação de Bairros de Criciúma (UABC), Edson do Nascimento, o Paiol e imprensa. Empresas vencedoras de licitações para a execução das obras e Executivo serão chamados na Câmara para dar explicações e, segundo a comissão, a intenção é que o trabalho seja refeito.

Na primeira rua averiguada, João Batista Cordeiro, no São Defende, inaugurada no dia 08 de fevereiro deste ano foram constatadas: bocas-de-lobo entupidas, depressão em meio à rua e lajotas desmanchando. Em frente de uma casa, com inúmeras lajotas soltas, o próprio morador fazia reparos.

Nas ruas Carlos Ronchi, Ladísio Pasini e Ângela Bonfante, todas no mesmo bairro, as mesmas situações foram constatadas. “Iremos fazer um requerimento, inclusive em relação a um destes logradouros, para averiguar se as lajotas são todas novas, se há lajotas usadas e se foram pagas como novas”, observou o vereador Douglas.

Para o parlamentar está claro o problema de execução do projeto e da obra. Até mesmo uma boca-de-lobo no sentido oposto ao curso da água foi encontrada.“As lajotas estão desintegrando. São ruas inauguradas há poucos meses. Como estarão daqui um ano?”, questionou o vereador Ivan Westphal (Camisa).

No bairro Las Vegas a Comissão encontrou ainda mais irregularidades, além de problemas estruturais na obra, os trabalhadores afirmaram que máquinas da prefeitura trabalham no local. “Eles sempre trazem areia para nós trabalharmos, hoje pela manhã ainda trouxeram”, afirmaram. Segundo o responsável pela pavimentação, P.B.A, ele teria sido contratado por um homem de nome Amarildo para executar a pavimentação. O jovem com experiência em lavação e madeireira contratou três outros jovens, todos sem registro em carteira, para fazer o trabalho. “Agora estamos trabalhando, mas ficamos uns bons dias parados por falta de areia”, confidenciou o trabalhador.

“Uma empresa ganhou a licitação e por sua vez subcontratou outra pessoa, que por sua vez subcontratou outro, que contratou três pessoas. Máquinas da prefeitura estão fazendo serviço particular. Está tudo errado”, observam Douglas e Camisa.

No último bairro visitado, São Luiz, problemas também foram detectados. Das 500 ruas prometidas que seriam pavimentadas pelo Pavitotal na cidade, até o momento, apenas 29 foram concluídas pelo governo.

NOTA OFICIAL DA UNESC


Carta Aberta aos Professores, Técnicos Administrativos, Acadêmicos e Comunidade
No dia 18 de julho de 2012, foi sancionada pela Presidente da República a Lei nº 12.688 que, dentre outros temas, institui o Programa de Estímulo à Reestruturação e ao Fortalecimento das Instituições de Ensino Superior (PROIES). Esse programa, uma espécie de parcelamento financeiro específico para as Instituições de Ensino Superior, é fruto de um trabalho árduo, que se iniciou em fevereiro de 2010, de nossa gestão em conjunto com a Acafe.
Buscávamos o reconhecimento de um direito: a manutenção da interpretação de que as Fundações Educacionais, mantenedoras das universidades pertencentes ao Sistema Acafe, deveriam recolher o Imposto de Renda Retido na Fonte para o ente que as instituiu, no nosso caso, o Município de Criciúma. O fundamento para tal interpretação está nos artigos 158, I e 242, ambos da Constituição Federal de 1988.
Entretanto, nos últimos anos, a União passou a entender  que o imposto deveria  ser recolhido para a Receita Federal,  colocando-nos em intenso diálogo e luta das instituições comunitárias da Acafe junto aos diversos órgãos públicos federais. A partir dessa decisão, recorremos aos nossos Deputados Federais e Senadores, para que nos ajudassem a resolver o impasse no âmbito do legislativo, aprovando texto legal que preservasse a interpretação que vigorava em Santa Catarina.
Queremos registrar aqui o incessante esforço por parte de nossos deputados federais e senadores que se juntaram a nós em movimento uníssono no sentido de reconhecer nosso direito, com uma única preocupação: defender o interesse da população catarinense.
Em 2011, foi instituída comissão de trabalho pela Casa Civil para discutir a resolução do problema, o que resultou na proposta de parcelamento com a conversão da dívida no pagamento de até 90% em bolsas de estudos e o restante mensalmente em dinheiro. Ressaltamos que já havíamos feito esse pagamento, uma vez que recolhemos o Imposto de Renda ao Município de Criciúma. Como o Ministério da Fazenda não reconhece essa prática, alegando que se trata de imposto da União, não nos restava alternativa senão a de concordar com a proposta, condicionando a discussão de critérios diferenciados dado a nossa natureza jurídica e história.

Foi assim que, por meio de emenda na Medida Provisória nº 559/2011, aprovou-se o texto na Câmara dos Deputados e no Senado Federal, diferenciando-nos nesse parcelamento das demais instituições de ensino superior do país. Não almejávamos benefício extra, queríamos apenas justiça, uma vez que entendemos que sequer devíamos tal dívida, principalmente porque já havíamos pago ao Município.
No entanto, os vetos da Presidente a algumas emendas da MP atingiram exatamente os quase 50 anos de existência das fundações e das universidades comunitárias de Santa Catarina.
O fato é que, a partir do mês de junho, já tivemos que iniciar o recolhimento mensal do Imposto de Renda à Receita Federal, no valor de 453 mil reais. E a partir de maio do próximo ano, teremos que iniciar o pagamento da dívida de 98 milhões à Receita, sendo 90 % em bolsas de estudos e 10% em dinheiro.
A partir de agora temos mais um grande desafio e, para darmos conta dessa nova realidade, temos que ter muita responsabilidade para garantir que a Unesc mantenha seu caráter comunitário e continue sendo uma Instituição de referência acadêmica.
Nossa força vem de nossa origem, de nossa composição, vem, principalmente, dos professores, funcionários, acadêmicos e das pessoas da comunidade que fazem dessa Instituição uma grande Universidade. A Fundação Educacional de Criciúma, mantenedora da Unesc, nasceu da vontade das pessoas, uma vez que o Estado não conseguia atender as demandas da região. Nessa força e nessa vontade coletiva que devemos nos apegar neste momento para nos fortalecermos  e mantermo-nos erguidos. É o trabalho coletivo de todos que fará com que superemos essa dificuldade, assim como já superamos outras no passado.
Sabemos que não será uma tarefa fácil, pois temos medidas a tomar, mudanças a fazer, programas para rever, enfim, alterações necessárias para enfrentar com seriedade o desafio que ora se apresenta. Tudo isso para continuarmos com a história que a Unesc construiu com qualidade de ensino e respeito as mais de 12 mil pessoas e suas famílias que estão ligadas à Universidade. Acima de interesses pessoais e de grupos, temos um grande compromisso e responsabilidade com a comunidade acadêmica e com toda a sociedade regional.
A Unesc continuará sendo uma das mais importantes instituições de educação superior do estado de Santa Catarina e para isso precisamos, neste momento,  da colaboração e compreensão de todos.
 Cordialmente,
A Reitoria
Criciúma, 30 de julho de 2012.

MULHER MORRE DEPOIS DE LIPOASPIRAÇÃO EM CRICIÚMA

Valdirene dos Santos de Campos, de 36 anos, faleceu no dia 27 de julho, dois dias após se submeter a uma cirurgia de lipoaspiração no Hospital Unimed. De acordo com o laudo do Instituto Médico Legal (IML), ela sofreu um choque hipovolêmico, acompanhado de hemorragia na região do peritônio. 

A família está no aguardo da resposta do médico. "A direção informou que só vão liberar através de uma ordem judicial. A informação do que realmente aconteceu na cirurgia não foi passada aos familiares”, afirmou a cunhada da vítima, Zoraide Rocha.

De acordo com Zoraide, a vítima faleceu em casa e o médico entrou em contato com a família para dizer que a causa da morte era embolia pulmonar. Os familiares teriam tentado contato com o médico anteriormente, uma vez que Valdirene reclamava de dores. "Em um contato com o médico pelo telefone, ele apenas disse que era para abrir a cinta", relata a cunhada. 

A assessoria de imprensa do hospital divulgou uma nota oficial a respeito do caso. Confira a nota na íntegra.

Nota Hospital Unimed Criciúma – 31 de julho de 2012

A diretoria do Hospital Unimed Criciúma vem à público prestar informações a respeito das notícias divulgadas sobre o falecimento de Valdirene dos Santos de Campos, ocorrido no dia 27 de julho, na cidade de Forquilhinha.

A diretoria do Hospital informa que o tempo de cirurgia foi dentro do normal, considerando-se que após o procedimento cirúrgico o paciente permanece em recuperação pós-anestésica por um tempo quase tão extenso quanto o tempo da cirurgia realizada.

Antes da realização da cirurgia de abdominoplastia, o cirurgião informou à família sobre o seu afastamento por motivo de viagem. Mesmo assim, em cumprimento às normas do Conselho Regional de Medicina, deixou um outro colega cirurgião para as intercorrências de seus pacientes. O nome e o contato deste profissional foi repassado à família da paciente.

Durante sua estada em viagem o cirurgião atendeu em duas oportunidades os familiares da paciente, que também fizeram contato com o médico indicado e que estava em Criciúma. Assim que soube do quadro o médico retornou à Criciúma, onde mantém contatos com a família.

O Hospital informa ainda que o cirurgião que operou a paciente tem formação na especialidade de cirurgia plástica, com quatro anos de residência e mais dois anos de pós-graduação na mesma especialidade, em São Paulo. Também possui especialização de um ano na Alemanha, em reconstrução facial, de mamas e abdominal.

O Hospital já manteve contato com o Delegado Regional do CREMESC e com o médico legista.



Do Portal Engeplus.

domingo, 29 de julho de 2012

MANIFESTAÇÃO POPULAR PRÓ SALVARO

Recebi mensagem avisando que está sendo articulada uma manifestação popular pró Salvaro para esta semana. Quanto esse tipo democrático de reivindicação o ministro Ayres Brito, presidente do Supremo Tribunal Federal, já disse que essas iniciativas não farão a Justiça mudar coisa alguma. "O Supremo não precisa de nenhuma pressão, seja de gabinete, seja de rua, para cumprir seu dever constitucional de julgar os processos que lhe são entregues para julgamento", disse no dia 12 de junho, ao Jornal Nacional. Veja vídeo AQUI.

Como eu disse é um ato democrático. A dúvida que tenho não é sobre se uma manifestação dessas seria articulada pelo Paço, mas se essas pessoas entenderam para que se presta o Ficha Limpa. Além disso, se seriam capazes de se opor a outras situações que julguemos injustas? Atuam socialmente em defesa de causas relevantes? Estavam na Marcha Contra a Corrupção que fizemos ano passado? Lutariam da mesma forma por outro agente político ''injustiçado''? Enfim, qual o perfil de quem participaria desse ato? Também é bom lembrar das obras que ficaram pelo caminho como a pavimentação da Centenário, por exemplo, e que deveriam ser alvo de igual pressão do povo.

Historicamente as manifestações em Criciúma são bem dirigidas. Exemplos são os mineiros que só se articularam para brigar por seus salários, bem como professores e demais categorias. Cada um para o seu umbigo. Como supor que haveria algo espontâneo pró Salvaro? Bem pouco provável.

Por fim, lembrei de quando saí do JM em 2002 e duas lideranças populares, Lonizete Fontana e Silvana Bez Birollo Darós, queriam fazer pressão sobre a direção para eu voltar. Não tenho dúvidas que mobilizaram muita gente porque até hoje são capazes disso. Afinal, ninguém havia se dedicado tanto na imprensa local para questões de bairros. Fui totalmente contra por supor que a direção me acusaria de manipular o povo.

sexta-feira, 27 de julho de 2012

MUDEI DE VERSO

Mudar é impreciso
Mudar no improviso
Mudar a mudança
Mudar a balança

Mude de cá para lá
Mude de lá para cá
Mude pra mudar
Mude pra parar de mudar

Mudei sem mudar
Mudei por mudar
Mudei preciso
Mudei de siso

Muda na muda
Não Muda na muda
Muda pra ser igual
Muda de novo na próxima muda

André Roldão

O MITO DA MUDANÇA

Se sobre o passado há dúvidas e divisões, quanto mais sobre o futuro.

O discurso da mudança é coisa de tal forma recorrente que se tornou uma expressão. Fala-se tanto que fiquei pensando nas possíveis razões que estariam à volta disso na nossa sociedade. Mas antes algumas considerações.

Fica evidente que quando uma sociedade está em conflito com outra ou numa guerra civil é clara a necessidade de mudança para um ambiente de paz. Porém, é também evidente que o conflito surgiu da necessidade de mudança. Havia paz, mas a insatisfação rondava as mentes. É isso, ambientes de paz ou de conflitos localizados são quebrados por algo ainda pior. Assim foi na queda da Bastilha ou Revolução Francesa, quando os franceses derrubaram o reino para implantar uma república. As mortes superaram em muito qualquer mal que o rei vinha fazendo. Trocaram o ruim pelo pior para mudar. Evidente que, com o tempo, as coisas se acomodaram, como se vê hoje.

A dinamicidade da sociedade sempre levará ao desejo de mudanças. Faz parte da vida e seus conflitos. É um processo constante de adaptações que levam a conflitos, que levam a novas adaptações. O Brasil vive isso desde que o primeiro grupo humano aqui chegou, coisas que alguns estudiosos datam de 35 mil anos, outros de 12 mil anos. Ora, onde há seres vivos (incluo os animais) há conflitos, demarcação de espaços e luta pela sobrevivência.

Nossa história é repleta de exemplos. Fiquemos com o que há de mais recente: Constituição de 1988, Lei de Responsabilidade Fiscal, Código Civil e a mais nova Lei Ficha Limpa. Ainda temos a reforma política pela frente. Tudo advindo de desajustes.


E onde estaria o mito proposto no título? O mito advém da ilusão de que mudar tem prazo de quatro anos. Neste momento de eleição sofremos da síndrome de que "agora tudo vai para os eixos". Bobagem e infantilidade. O eleitor não aprendeu duas coisas básicas: que nada é permanente e que ele tem responsabilidade no processo. Nosso povo vive de mitos, de ideias vagas, de concepções distorcidas e a política reflete essa condição.

Além disso, a mudança por si só não é necessariamente boa. A cada eleição a mudança ocorre. É da natureza do processo. Tudo muda o tempo todo. Tampouco tudo tem que mudar, algumas coisas não mudam, outras mudam por forças alheias aos supostos agentes e MUDAR É IMPRECISO.

Câmera flagra homem agredindo ex-mulher

Criciúma - Câmera de segurança instalada em frente ao Prédio da Central de Polícia de Criciúma flagrou uma cena no mínimo inusitada. No vídeo de pouco mais de 50 segundos é possível ver um casal sendo agredido e em seguida a ação de um policial, que armado, domina o suspeito e o coloca para dentro da delegacia.

Vídeo foi encaminhado pelo Delegado André Borges Milanese. Nele o delegado relata que o autor da agressão é o ex-marido da vítima. De moto, ele havia perseguido a ex-mulher e o novo companheiro dela por vários bairros da cidade. Acuado, o casal resolveu buscar abrigo na delegacia. O agressor acompanha o casal e não se inibe como o local agredindo os dois com chutes e socos antes de ser detido

Assista o vídeo AQUI.

De Sul Notícias

A MORTE RONDA... E AMARRA

INFORMATIVO IGP / IML
27.07.2012 - DIA DO MOTOCICLISTA

ÓBITOS no TRÂNSITO:
1º Semestre 2012 - 51 mortes
Atropelamento - 11
Colisão - 13
Moto - 21
Capotagem - 2
Ciclista - 4

LESÕES CORPORAIS no TRÂNSITO
1º Semestre 2012 - 229 LESÕES
Atropelamento - 29
Colisão - 31
Moto - 146
Capotagem - 14
Ciclista - 9

Em 2011 (no mesmo período) 49 mortes no trânsito (19 por motocicleta)
Em 2010 (no mesmo período) 46 mortes no trânsito (sendo 18 por motocicleta)

27 de Julho - DIA DO MOTOCICLISTA

Os motociclistas defendem suas eternas companheiras em qualquer situação. Para a maioria, a moto é símbolo de liberdade e aventura, além de mais prática e de fácil utilização.

No Brasil, é cada vez maior o número de pessoas que preferem a motocicleta ao veículo motorizado de quatro rodas. Também cresce o número de pessoas que utilizam as motocicletas como instrumento de trabalho: são os "motoboys" ou "mototaxistas", motociclistas entregadores e outros.

Seja qual for a finalidade do uso das motocicletas, lazer ou trabalho, os condutores têm regras a seguir. O cumprimento dessas regras pode ajudar a reverter o alto índice de acidentes no país envolvendo motociclistas.

Algumas regras e cuidados para os Motociclistas:
  • Ser habilitado na categoria AB.
  • Usar sempre capacete de segurança.
  • Não "costurar" o trânsito entre veículos em movimento.
  • Praticar a direção defensiva. Manter-se afastado dos outros carros e pilotar prevendo as ações dos outros.
  • Não transportar crianças menores de sete anos ou que não tenham condições de cuidar da própria segurança.
  • Mesmo durante o dia, circular de farol aceso.
  • Vestir-se com roupas claras ou usar faixas refletivas nas costas, frente e braços da jaqueta.
  • Ter muita atenção em manchas de óleo, poças d'água, buracos, etc...
  • Ter cuidado com os cruzamentos: sempre parar e olhar antes de passar. Ocupar adequadamente seu espaço nas ruas e nunca dividir a mesma faixa com outros veículos.
  • Saber usar os freios com habilidade ou seja, sempre os dois ao mesmo tempo, usando os quatro dedos na hora da frear. É bom lembrar que além de ajudar a parar, o freio traseiro mantém o equilíbrio da moto.

quinta-feira, 26 de julho de 2012

MURIALDO x ZÉ ZANOLLI - ZÉ ZANOLLI x MURIALDO

Campanha eleitoral é boa porque suscita pesquisa, discussão e troca de informações. Alguns acham que é muita acusação de um lado e outro. Mas minha visão é diferente disso, pois é preciso que os lados se acusem e até mesmo briguem. Campanha ''educadinha'' não leva a muita coisa. A reclamação do povo está baseada em sua própria preguiça de ir atrás e conferir. Não tenho dúvidas da preguiça do povo, pois isso fica bem claro nos próprios militantes dos partidos que, sequer, são capazes de defender seus candidatos com um mínimo de dignidade, expondo seus Planos de Governo, por exemplo. Em geral acusam o oponente nas mais das vezes baseados em comentários, não em fatos. Além das piadinhas postadas no Facebook que revelam criatividade e a imbecilidade de seus autores.

Tanto José Zanolli (PSD), quanto Murialdo Canto Gastaldon (PT), forma vereadores, 2001-2004 e 2005-2008, respectivamente. Este momento na vida política de ambos é relevante. É preciso mostrar a atuação de ambos numa das atividades mais difíceis, pois ao legislador não é dada possibilidade de realizar obras, coisa do Executivo. Porém, é dada a oportunidade de fiscalizar esse mesmo Executivo e servir de voz aos munícipes.

Vamos ao resumo da atuação de ambos os postulantes ao cargo de prefeito municipal. Vale lembrar que não sou profundo conhecedor do rito legislativo e, portanto, corrijam-se se disser algo que não esteja correto.

REQUERIMENTOS
Zanolli - 22
Murialdo - 96

Os requerimentos servem para pedir audiências públicas, CPIs, formação de comissão provisórias, dentre outros. Há no site Interlegis mais de 40 modelos, sobre os mais variados assuntos.

PEDIDOS DE INFORMAÇÕES
Zanolli - 01 (feito ao próprio legislativo. Nenhum ao Executivo)
Murialdo - 41 (feito ao Executivo, sendo que vários não foram aprovados em plenário porque o governo à época, de Heitor Valvessori, dispunha de maioria de votos)

Pedidos de informações são casos bem específicos onde o vereador quer saber exatamente valores gastos ou recebidos em convênios, a aplicação de recursos, locação de funcionários, dentre outros exclusivos do poder público municipal.

INDICAÇÕES
Zanolli - 72
Murialdo - 144

As indicações são o meio de o vereador encaminhar demandas da população ao Executivo, tais como: pavimentação, melhorias em próprios públicos, médico num poto de saúde etc.

PROJETOS DE LEI
Zanolli - 11 (06 nomes de ruas, três declarações de utilidade pública, 01 alteração na composição de conselhos de saúde e 01 cópia dos demais que se vê por aí quanto à permanência em filas de agências bancárias)
Murialdo - 21 (01 título de Cidadão Honorário, 08 declarações de utilidade pública, 10 nomes de ruas, 01 alteração no sistema de votação da Câmara e 01 inclusão de sistema de retirada de ar dos contadores de água do Samae)

Os nomes de ruas e declarações de utilidade pública são reivindicações da população, haja vista a homenagem a pessoas falecidas e relevantes, além da necessidade dessa DUP para que entidades possam receber recursos públicos. Os nomes de ruas também facilitam o recebimento de correspondências. O título de Cidadão Honorário passa pela análise da história da pessoa e é importante para quem recebe e sua família, além do reconhecimento público.

Muito bem, os números são díspares e falam por si. Mas sou compelido a afirmar algumas coisas. A diferença de atuação de um para o outro é absurda. Ainda mais no item Pedido de Informação que demonstra claramente que Zé Zanolli não cumpriu seu papel de fiscalizador. O conteúdo do material analisado remete a uma atuação bem mais forte por parte de Murialdo Gastaldon, principalmente no que tange às Audiências Públicas, onde setores da sociedade são ouvidos conforme o assunto. Porém, sugiro aos leitores que vejam com seus próprios olhos, já que tudo é público.

Também foi por denúncia de Murialdo que duas ONGs foram auditadas pelo Tribunal de Contas do Estado (auditores estiveram em Içara e fizeram visitas in loco) e seus responsáveis forçados a devolverem os recursos da ordem de 49 mil reais. Evidente que isso suscitou a revolta de alguns ligados à política e que hoje reforçam oposição à sua candidatura. Sobre esse assunto faço outra postagem.

Julguem os senhores!

POLÍTICOS CASSADOS

Para os desinformados que insistem que nada acontece com políticos eis alguns números. É certo que uns raros foram presos. Mas punição não se limita em cadeia. Além disso, retirar do poder ou impedir que cheguem ao poder representa muito na lama política do país.

Vamos aos números divulgados pelo Dossiê do Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral.


CargoNº. de políticos cassados
governadores e vice-governadores4
senadores e suplentes6
deputados federais8
deputados estaduais/distritais13
prefeitos e vice-prefeitos508
vereadores84

Posição - Unidade FederativaNº. de políticos cassadosPercentual
1º - Minas Gerais7111,39%
2º - Rio Grande do Norte609,63%
3º - São Paulo558,82%
4º - Bahia548,66%
5º - Rio Grande do Sul497,86%
6º - Ceará375,93%
7º - Paraíba365,77%
8º - Goiás335,29%
9º - Santa Catarina254,01%
10º - Piauí223,53%
11º - Mato Grosso203,21%
12º - Rio de Janeiro182,88%
12º - Mato Grosso do Sul182,88%
13º - Roraima172,72%
14º - Paraná162,56%
15º - Pernambuco142,24%
15º - Pará142,24%
15º - Maranhão142,24%
16º - Rondônia132,08%
17º - Sergipe101,6%
18º - Amapá91,44%
19º - Espírito Santo71,12%
20º - Alagoas40,64%
21º - Tocantins30,48%
22º - Amazonas20,32%
23º - Distrito Federal^10.16%
23º - Acre10,16%


O Dossiê também mostrou quais partidos tiveram mais ações da Justiça.

Posição/Partido político/Sigla/Nº. de políticos cassados/Percentual

1º - Democratas DEM 69 20,4%
2º - Partido do Movimento Democrático Brasileiro PMDB 66 19,5%
3º - Partido da Social Democracia Brasileira PSDB 58 17,1%
4º - Partido Progressista PP 26 7,7%
5º - Partido Trabalhista Brasileiro PTB 24 7,1%
6º - Partido Democrático Trabalhista PDT 23 6,8%
7º - Partido da República PR 17 5%
8º - Partido Popular Socialista PPS 14 4,1%
9º - Partido dos Trabalhadores PT 10 2,9%
10º - Partido Progressista Brasileiro PPB 8 2,4%
11º - Partido Socialista Brasileiro PSB 7 2,1%
12º - Partido Social Liberal PSL 3 0,9%
12º - Partido Trabalhista Cristão PTC 3 0,9%
13º - Partido da Mobilização Nacional PMN 2 0,6%
13º - Partido Renovador Trabalhista Brasileiro PRTB 2 0,6%
13º - Partido Social Cristão PSC 2 0,6%
14º - Partido Humanista da Solidariedade PHS 1 0,3%
14º - Partido de Reedificação da Ordem Nacional PRONA 1 0,3%
14º - Partido Republicano Progressista PRP 10,3%
14º - Partido Social Democrático PSD 10,3%
14º - Partido Verde PV 1 0,3%

Caso você queira se aprofundar na análise é bom verificar a projeção de cada partido no cenário nacional. Por exemplo, nas eleições de 2010 a Câmara do |Deputados ficou com a seguinte composição em relação aos principais partidos, sem o PSD que surgiu depois:

PT 88 assentos (17,1%)
PMDB 79 assentos (15,3%)
PSDB 53 assentos (10,3%)
DEM 43 assentos (8,3%)

terça-feira, 24 de julho de 2012

PAVITOTAL COM PROBLEMAS


Secretário de Infraestrutura da prefeitura de Criciúma, José Sérgio Búrigo, foi pouco esclarecedor ontem na sessão da Câmara Vereadores Criciúma, a qual acompanhei ao vivo pelo site do legislativo, sobre o PaviTotal. Sequer sabia da situação lamentável de algumas vias já inauguradas. O presidente da UABC, Edison do Nascimento (Paiol), apresentou fotos de várias delas e disse que a sequência do protocolo não está sendo respeitado, já que a primeira rua prevista ainda não teria recebido o lajotamento.

O vereador Camisa (PT), por sua vez, mostrou informativos da prefeitura de 2011 e 2012 nos quais há a promessa de 500 ruas a serem pavimentadas. "A prefeitura de Criciúma fez propaganda enganosa" disse o petista. No site do governo a promessa é de 300 ruas. Só que até o momento apenas 29 foram terminadas e pelas poucas frentes de trabalho não chegará a 100 até o final do mandato.

Já o vereador João Fabris (PMDB) questionou se seria necessária mais uma CPI pra contar ruas. Evidente que foi uma ironia, mas um grupo deve averiguar quais foram feitas e em que situação estão. Búrigo esclareceu que providências podem ser tomadas para que as empreiteiras consertem as vias prontas que estão com problemas.

O líder de governo na Câmara, Itamar da Silva (PSDB), elogiou a administração porque, segundo, ele nenhuma outra pavimentou tanto, a qual teria feito 150 ruas além do PaviTotal.

Dos 15 milhões previstos para o programa PaviTotal a prefeitura já recebeu do Badesc 2,944 milhões de reais.

NOVO 24 HORAS DA PRÓSPERA SEM DATA PARA INAUGURAR

Prefeitura está sem prazo para inaugurar o novo prédio do 24 Horas da Próspera, a UPA - Unidade de Pronto Atendimento. A informação é do secretário de Governo, Arleu da Silveira, pois há a dependência da liberação do governo Federal para abrir o processo de convênio para mobiliário, que vai muito além de mesas e cadeiras. Sequer um pedido de audiência do prefeito Clésio Salvaro no Ministério da Saúde foi atendido até o momento, tendo sido feito há mais de três meses. Isso não é privilégio de Criciúma, haja vista ocorrer com todos os municípios que querem obter recursos dentro do Sistema de Convênios do Governo Federal (SICONV), do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, admitido pelo próprio Silveira.


NÚMEROS DAS OLIMPÍADAS DE LONDRES

Com orçamento de R$ 9,3 bilhões, custo dos Jogos Olímpicos é quatro vezes maior que o previsto

Dos 10.490 atletas aguardados até as 70 ovelhas que participarão na cerimônia de abertura, marcada para a próxima sexta-feira, confira a seguir um resumo em números dos Jogos Olímpicos de Londres.

11 milhões de ingressos foram emitidos para os Jogos Olímpicos e Paralímpicos, 75% deles vendidos no Reino Unido. Os demais serão distribuídos entre o Comitê Olímpico Internacional (5%), os patrocinadores (8%) e os comitês olímpicos nacionais (12%), que ficarão responsáveis pela venda em seus próprios países.

9,3 bilhões de libras (R$ 29,476 bilhões) é o valor do orçamento mais recente dos Jogos. Quase quatro vezes acima do custo previsto no projeto de candidatura vencedor de 2005.
Os orçamentos estabelecidos inicialmente para as cerimônias de abertura e encerramento dobraram, no caso da segurança até os 553 milhões de libras (R$ 1,753 bilhão), segundo as últimas estimativas.

10,5 mil atletas disputarão 302 provas em 26 modalidades olímpicas. Serão submetidos a mais de 5.000 exames antidoping. 1 milhão de equipamentos esportivos serão utilizados durante os Jogos, incluindo 26.400 bolas de tênis, 2.700 bolas de futebol, 600 alvos de tiro com arco e 376 pares de luvas de boxe.

150 mil preservativos estarão à disposição dos participantes na Vila Olímpica.

34 instalações estão previstas em todo Reino Unido para os Jogos, incluindo nove dentro do Parque Olímpico, na zona leste de Londres. Três anos e 10.000 toneladas de aço foram necessários para construir o Estádio Olímpico, no coração do parque. Dez mil banheiros provisórios foram instalados nas 34 instalações, "suficientes para servir toda a população de Malta" (416 mil habitantes em 2010), afirmam os organizadores.

2 milhões de visitantes são esperados em Londres durante os Jogos, segundo o secretário de Estado para os Jogos Olímpicos, Hugh Robertson. Os espectadores realizarão um total de 20 milhões de deslocamentos, três milhões nos piores dias, o que pode provocar problemas em uma rede de transporte público londrina já saturada normalmente.

14 milhões de refeições serão servidas durante os Jogos, entre las 232 toneladas de batatas, mais de 100 toneladas de carne, 75 mil litros de leite e 330 toneladas de frutas e verduras estão previstas apenas na Vila Olímpica. O McDonalds, que instalou seu maior restaurante do mundo no Parque Olímpico, espera vender 50 mil Big Macs, 180 mil porções de batatas fritas e 30 mil milkshakes.

46 mil trabalhadores construíram o Parque Olímpico e a Vila Olímpica. No total, 200 mil pessoas trabalharão nos Jogos, incluindo 100 mil com contratos temporários e 70 mil voluntários.

12.875 km serão percorridos pela tocha olímpica antes de chegar ao Estádio Olímpico para a abertura dos Jogos. A viagem de 10 semanas prossegue no Reino Unido, com etapas de 285 quilômetros diários, em média.

70 ovelhas, 12 cavalos, 3 vacas, 2 cabras, 10 galinhas e 3 cães participarão na cerimônia de abertura no Estádio Olímpico, transformado para a ocasião em uma bucólica paisagem inglesa.

Informações do Portal Terra.

segunda-feira, 23 de julho de 2012

VEREADORES E O REGIMENTO INTERNO DA CÂMARA

Caso muito interessante levantado na sessão plenária da Câmara de Vereadores de Criciúma na semana passada quando ocupou a mesa diretora do presidente da União das Associações de Bairros de Criciúma (UABC), Edison do Nascimento, o Paiol. Alertado pelo secretário de governo e ex-vereador, Arleu da Silveira, o vereador e líder de governo Itamar da Silva, solicitou a retirada de Nascimento porque seu nome não estava na convocação feita para a reunião.

Além disso, Silveira me disse que, segundo o regimento interno do legislativo não poderia ser feia uma convocação ao segundo escalão do Executivo como fora feito ao Neri Xavier, que coordena o PaviTotal.

Eis o problema. Fui verificar o Regimento Interno da Câmara, mas não encontrei essas informações. Diz apenas que podem ser convocados "Prefeito, Secretário Municipal e Administradores Distritais, bem como convites de comparecimento à Câmara de qualquer autoridade, seja municipal, estadual ou federal." Não havendo restrição alguma a quem quer que seja da estrutura administrativa da Prefeitura. Também não encontrei qualquer proibição de ocupar a mesa diretora quem não foi convocado oficialmente, por decisão prévia do plenário. Ou seja, é possível a permissão por consenso no momento desejado ou por acordo de líderes. O plenário é soberano.

Em reunião no gabinete da presidência naquele dia foi solicitado o tal de acordo de líderes. Mas Itamar da Silva, que inicialmente não vira nenhum problema na presença do líder comunitário na mesa, bateu pé e não foi possível o acordo.

Arleu agiu dentro do Regimento e não há dúvidas. Mas cometeu um erro político infantil. O assunto que poderia morrer na semana passada continua na pauta desta semana. Tanto que volto ao assunto. Enfim, articulação política também deve deixar passar um boi para não ter que engolir a boiada.

sexta-feira, 20 de julho de 2012

UM EXEMPLO DE IRRESPONSABILIDADE


Um tal de Paulo P. Pereira, que não conheço, disse o seguinte no Facebook: "Roldao ja foi oferecido alguma cargo para ele, nao tem mais moral alguma de se pagar de icone da transparencia e lisura."
E o assunto da postagem não tinha nada comigo, senão a marcação feita pelo Rodrigo da Silva Gonçalves como podem conferir no meu mural, pois não apaguei, nem vou apagar.

Aí me ocorreram várias coisas, além de intimá-lo a dizer que provas teria de que foi-me oferecido um cargo na prefeitura de Içara. Primeiro não sou ícone de nada (se alguém me acha assim é por sua conta e risco). Segundo, transparente devo ser, afinal minhas posições, coerentes ou não, são bem conhecidas; terceiro, lisura? Até admitir que estou no Serasa já fiz, não respondo processo judicial, o que mais posso querer? Quarto, se recebi proposta de cargo gostaria de saber qual, porque ainda não sei. Porém, garanto que não trabalho em função de promessa de político porque tenho experiência suficiente. Mas caso fosse verdade, onde estaria o problema? Há nisso alguma ilegalidade? Ou seria inveja desse senhor por não ter sido alvo de tais propostas? O que eu tenho ou faço que poderia ser impeditivo de aceitar algo assim? Taí um reconhecimento que eu gostaria de receber: um convite para trabalhar no serviço público. Depois de anos como voluntário, seria muito interessante.

Vamos adiante. Sou algum ícone de alguma coisa? Que pretensão a minha! Quem poderia ter um descrente em Deus como ícone num povo tão religioso como o nosso? Chama a atenção a facilidade para dizer que alguém tem ou não moral para isso ou aquilo. Como consegue chegar a esse ponto de tamanha irresponsabilidade sem nunca ter trocado uma palavra comigo? Simplesmente não sei como funciona uma mente assim. O que sei é que moralista não sou... Tanto não sou que gostaria que este senhor tomasse bem no meio do seu cu.

Esse caso, meus caros, é emblemático e representa a mediocridade recorrente em que pessoas são capazes de ir além de suas próprias condições para afirmar coisas que desconhecem. Reflete bem a moralidade do nosso povo, afeto às fofocas, rótulos e clichês. Desses itens eu reconheço que fofoca é uma delícia.

Como não sou referência de moralidade sigo na torcida de que as demais pessoas sejam melhores que eu. Principalmente meus filhos!

CONSELHO TUTELAR DE CRICIÚMA ACUSADO DE NEGLIGÊNCIA

Neste terceiro caso de negligência para com menores (o primeiro relatado você lê AQUI e o segundo você lê AQUI) O Conselgo Tutelar de Criciúma é acusado de negligência. Tal situação me parece indubitável, já que os médicos ligados aos casos teriam que ser notificados das ações do CT. Os casos são preocupantes e em tal número que chama a atenção. São três, mas absolutamente relevantes, já que equivocar-se em caso apenas já seria digno de reprimendas. Afinal, não é sobre a atuação de um membro da equipe, mas de um grupo de conselheiros. Ou seja, mesmo que um venha a falha, o grupo poderia e deveria cobrir seu deslize.

Segue o terceiro caso que me foi encaminhado:

"Criança com baixa grave da imunidade, filho de mãe com  suspeita de HIV, avó com grave dificuldade de entendimento, pai provavelmente viciado. Criança gravemente negligenciada. Fratura do braco, talvez por agressão. Deveria permanecer acompanhada muito de perto por risco de infecção grave e possibilidade de óbito. Chamado Conselho ainda durante a internação para planejar acompanhamento. Há semanas não vejo mais o menino. A enfermeira do posto de saúde dele me procurou dizendo estar preocupada e que nada é feito. A avó não dá banho no menino por que ele tem uma "doença" e não usa creme dental. Nada foi feito até então."

O médico, digno de minha total confiança, resume os casos:

"Estes são somente os casos mais recentes. Acompanhei o Conselho Tutelar de Porto Alegre onde funciona, aqui é uma vergonha. Na área da saúde não temos nenhum apoio deste órgão para garantir que estas crianças sejam tratadas adequadamente. Este relato não é so meu, a impressão de que o Conselho nao faz nada é inclusive das próprias assistentes sociais de órgãos com que tenho contato. Onde está o respeito ao ECA? As crianças nos hospitais continuam tendo "alta a pedido", apesar de ser já contra a lei, por falta de amparo dos conselhos. Entramos em contato com o Ministério Público para o caso acima especificamente. Mas acho que o MP tem que intervir de uma forma mais global. Impossível fazer saúde infantil sem este apoio."

Estes textos foram encaminhados ao CT na sexta-feira, dia 20 de julho, para que houvesse uma manifestação.

OS VÁRIOS CARGOS DE ZÉ ZANOLLI NA PREFEITURA DE IÇARA

Candidato a prefeito pelo PSD, José Zanolli, tendo como seu vice Júlio Cechinel, do PP, diz em sua campanha ser o NOVO. Porém, é interessante notar suas passagens por cargos essencialmente executivos, com dotação orçamentária própria, absolutamente estratégicos para o crescimento do município, durante a atual gestão municipal. Ou seja, se a administração de Gentil da Luz foi ruim deve-se em parte à própria atuação de Zanolli. Mesmo que ele diga que foi cerceado as muitas vezes em que esteve à frente de uma mesma pasta mais de uma vez dizem em contrário. Não somente esteve em condições de agir, como também esteve em condições de aplicar parte do Plano de Governo. De qualquer forma a relação de cargos segue abaixo para análise dos leitores, conforme documentação em minha posse:

Presidente do SAMAE - a partir do segundo dia de mandato de Gentil da Luz;
Membro do Conselho Municipal de Desenvolvimento Econômico;

Presidente do Conselho Municipal de Desenvolvimento Econômico (quatro vezes);
Secretário da Indústria e Comércio (duas vezes);
Prefeito Municipal (30 dias);
Secretário de Governo;
Autoridade de Trânsito.

O que está faltando é o candidato assumir sua responsabilidade na condução do município de Içara. Inclusive para usufruir dos bônus, já que esteve na condição (ou na possibilidade) de executor de obras e projetos. Ou teria apenas sentado na cadeira e nada feito? Se sentou e fez, tem o que apresentar.

O que de fato está explícito é que ele não é o NOVO, não somente pelos cargos que ocupou, mas por estar dentro do Paço desde o início da década de 1980, com exceção do governo Bado Pacheco. É muito tempo de casa para colocar-se na condição de novo. Seria mais honesto apresentar-se como DE NOVO.

PREFEITURA DE CRICIÚMA PERDE NA JUSTIÇA

Publicado ontem no site do Tribunal de Justiça do Estado de Santa Catarina:

A Prefeitura de Criciúma recebeu prazo de seis meses para promover concurso público capaz de prover as vagas hoje ocupadas por servidores comissionados, nos postos de saúde municipais que atendem em período integral.

A decisão partiu do Órgão Especial do Tribunal de Justiça, que julgou procedente ação direta de inconstitucionalidade proposta pelo Ministério Público contra o artigo 3º e o anexo único da Lei 3063/1994.

A lei criou mais de 100 cargos comissionados para as funções de médico, enfermeiro, auxiliar de enfermagem, servente, recepcionista e segurança, que desde então são exercidas sem prévio concurso nas unidades de emergência de saúde do município.

Para o desembargador Luiz César Medeiros, relator da Adin, os dispositivos da lei são flagrantemente inconstitucionais. “Os cargos são de atribuição técnica e não correspondem à chefia, direção e assessoramento admitidos para provimento em comissão”, explica.

O TJ, contudo, analisou que a destituição dos atuais servidores a um só tempo poderia trazer problemas operacionais e comprometer o atendimento à população. Por esse motivo, em decisão unânime, o colegiado resolveu modular os efeitos da declaração de inconstitucionalidade para estabelecer seu cumprimento em prazo inicial de seis meses.

Nesse período, adiantou o relator, a administração municipal deverá realizar concurso público para contratação de novos profissionais, e os atuais deverão ser dispensados. Caso algum problema, motivado por força maior, impeça o cumprimento da deliberação, novo período de seis meses será aberto para a conclusão de todo o processo (Adin n. 2011.095168-4).

Confira AQUI.

Essa lei, ora derrubada, foi promulgada em 30 de dezembro de 1994 por Eduardo Pinho Moreira e até a presente data os demais prefeitos não fizeram concursos para que as vagas sejam ocupadas. Ou seja, passaram pelo Paço em todos esses anos Paulo Meller, Décio Góes, Anderlei Antonelli e Clésio Salvaro.

quinta-feira, 19 de julho de 2012

Por que elas preferem os homens que leem

Leitura torna você muito mais interessante aos olhos das mulheres
Deixe seu cérebro malhado com bons livros
Shutterstock
Da Redação vivabem@band.com.br


Você se encantou com aquela gata, ela olhou para você e deu todos os sinais de “pode avançar o sinal”.

Confiante nas horas gastas na academia para ficar em forma, você se aproximou dela, mas depois de uma conversa morna acabou desistindo, já que a deusa se desinteressou totalmente da sua pessoa e só faltou bocejar.

O problema, meu caro, pode ter sido uma simples e comum falta de conteúdo. E agora, como malhar o cérebro e ficar mais interessante?

Segundo o escritor, Jeremy Beal, colunista do site “Ask Men”, a melhor maneira é encarar uma boa e velha leitura. “Ler é quase um ato de revolta em nossa cultura passiva da tela digital”, explica.

O escritor listou alguns motivos para transformar radicalmente seu estilo através dos livros e entender por que elas preferem os homens que leem. Confira:

Ler deixa você mais esperto

A leitura força você a se sentar e manter o foco, além de incrementar o seu vocabulário e suas habilidades analíticas. Isso significa que aquele cara no metrô com o nariz enfiado em um romance pensa mais rápido do que o outro passageiro com fones de ouvido, que está batucando na janela. Adivinhe quem terá mais facilidade em convencer a gata na hora do xaveco?

Ler faz com que você “entenda a piada”

Quase tudo sobre o que as pessoas falam está em um livro, ou a ideia foi tirada de um volume. Cada episódio da sua série preferida ou da novela, notícia nos jornais, ou até um jogo de futebol pode ser contextualizado nos personagens, tramas e motivações que têm sido escritos nos últimos três mil anos. Portanto, ler faz com que você entenda várias referências que são parte da cultura mundial, onde sempre vale o ditado “nada se cria, tudo se transforma”.

É divertido

Quem já não ouviu no cinema a frase “o livro é bem melhor que o filme”? Se você nunca mais pegou um romance desde que saiu da escola, provavelmente vai achar que o cara é um chato. Acontece que, quando alguém lê, as lacunas deixadas pelo escritor obrigam seu cérebro a imaginar, em uma experiência que não existe na TV ou na telona.

Por isso, quase sempre aqueles que leram a trama em que um longa é baseado acham que o “livro é melhor”, já que a experiência com as palavras impressas é bem mais pessoal e impossível de ser reproduzida.

É uma viagem

Quem viaja muito tem sempre uma história interessante para contar e acaba exercendo um certo fascínio aventureiro. Por isso, talvez este seja o ponto mais importante de pegar um livro: ler é o mais perto que você chegará de alguma experiência sem sair da potrona.

Alguns argumentariam dizendo que ler não é o mesmo que passar por uma aventura de verdade. Tudo bem, o ponto é válido, mas existem várias responsabilidades na vida que talvez impeçam você de se jogar em algo como velejar ao redor do mundo, lutar contra uma ditadura ao mesmo tempo que vive uma paixão ou procurar uma civilização perdida na selva.

O fato é, ressalta o colunista Jeremy Beal, que ao vivenciar as vidas de outras pessoas e visitar todos os tipos de lugares pela leitura, essa memória emocional com certeza o tornará um pessoa melhor - e de quebra bem mais atraente.

O DESAFIO DE LER E ENTENDER O QUÊ LÊ

No ensino superior, 38% dos alunos não sabem ler e escrever plenamente

Por LUIS CARRASCO, MARIANA LENHARO – O Estado de S.Paulo

Entre os estudantes do ensino superior, 38% não dominam habilidades básicas de leitura e escrita, segundo o Indicador de Alfabetismo Funcional (Inaf), divulgado pelo Instituto Paulo Montenegro (IPM) e pela ONG Ação Educativa. O indicador reflete o expressivo crescimento de universidades de baixa qualidade.

Criado em 2001, o Inaf é realizado por meio de entrevista e teste cognitivo aplicado em uma amostra nacional de 2 mil pessoas entre 15 e 64 anos. Elas respondem a 38 perguntas relacionadas ao cotidiano, como, por exemplo, sobre o itinerário de um ônibus ou o cálculo do desconto de um produto.

O indicador classifica os avaliados em quatro níveis diferentes de alfabetização: plena, básica, rudimentar e analfabetismo (mais informações nesta pág.). Aqueles que não atingem o nível pleno são considerados analfabetos funcionais, ou seja, são capazes de ler e escrever, mas não conseguem interpretar e associar informações.

Segundo a diretora executiva do IPM, Ana Lúcia Lima, os dados da pesquisa reforçam a necessidade de investimentos na qualidade do ensino, pois o aumento da escolarização não foi suficiente para assegurar aos alunos o domínio de habilidades básicas de leitura e escrita.

“A primeira preocupação foi com a quantidade, com a inclusão de mais alunos nas escolas”, diz Ana Lúcia. “Porém, o relatório mostra que já passou da hora de se investir em qualidade.”

Segundo dados do IBGE e da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), cerca de 30 milhões de estudantes ingressaram nos ensinos médio e superior entre 2000 e 2009. Para a diretora do IPM, o aumento foi bom, pois possibilitou a difusão da educação em vários estratos da sociedade. No entanto, a qualidade do ensino caiu por conta do crescimento acelerado.

“Algumas universidades só pegam a nata e as outras se adaptaram ao público menos qualificado por uma questão de sobrevivência”, comenta. “Se houvesse demanda por conteúdos mais sofisticados, elas se adaptariam da mesma forma.”

Para a coordenadora-geral da Ação Educativa, Vera Masagão, o indicativo reflete a “popularização” do ensino superior sem qualidade. “No mundo ideal, qualquer pessoa com uma boa 8.ª série deveria ser capaz de ler e entender um texto ou fazer problemas com porcentagem, mas no Brasil ainda estamos longe disso.”

Segundo Vera, o número de analfabetos só vai diminuir quando houver programas que estimulem a educação como trampolim para uma maior geração de renda e crescimento profissional. “Existem muitos empregos em que o adulto passa a maior parte da vida sem ler nem escrever, e isso prejudica a procura pela alfabetização”, afirma.

Jovens e adultos. Entre as pessoas de 50 a 64 anos, o índice de analfabetismo funcional é ainda maior, atingindo 52%. De acordo com o cientista social Bruno Santa Clara Novelli, consultor da organização Alfabetização Solidária (AlfaSol), isso ocorre porque, quando essas pessoas estavam em idade escolar, a oferta de ensino era ainda menor.

“Essa faixa etária não esteve na escola e, depois, a oportunidade e o estímulo para voltar e completar escolaridade não ocorreram na amplitude necessária”, diz o especialista.

Ele observa que a solução para esse grupo, que seria a Educação de Jovens e Adultos (EJA), ainda tem uma oferta baixa no País. Ele cita que, levando em conta os 60 milhões de brasileiros que deixaram de completar o ensino fundamental de acordo com dados do Censo 2010, a oferta de vagas em EJA não chega a 5% da necessidade nacional.

“A EJA tem papel fundamental. É uma modalidade de ensino que precisa ser garantida na medida em que os indicadores revelam essa necessidade”, diz Novelli. Ele destaca que o investimento deve ser não só na ampliação das vagas, mas no estímulo para que esse público volte a estudar. Segundo ele, atualmente só as pessoas “que querem muito e têm muita força de vontade” acabam retornando para a escola.

Ele cita como conquista da EJA nos últimos dez anos o fato de ela ter passado a ser reconhecida e financiada pelo Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb). “Considerar que a EJA está contemplada no fundo que compõe o orçamento para a educação é uma grande conquista.”

CRIANÇA DOENTE, SEM TRATAMENTO E DESAPARECIDA

Recebi mais um relato de médico de Criciúma. O primeiro você pode ler AQUI. No caso que apresento a criança está desaparecida e o médico faz sua cobrança sobre o Conselho Tutelar que, sabendo do caso, não teria agido como deveria.

"Criança com anemia falciforme grave, necessita de acompanhamento mensal. Uma conhecida da mãe pega a crianca para criar tocada pela necessidade da menina. A mãe tem retardo mental, é prostituída e viciada em crack. Por vezes moradora de um tubo de esgoto, segundo relatos. Consegue comparecer a consulta por 2 ou 3 meses seguidos e desaparece. A senhora conseguiu a guarda provisória da menina, mas família a cada 2 ou 3 meses pega a criança de volta e a usa para pedir na sinaleira e o tratamento fica suspenso por até 6 meses. Vários relatos e conversas pessoais com o conselheiro, várias denúncias e nada. Novamente a criança esta desaparecida há meses."

O QUE DISSE LUIZ DAL FARRA NASPOLINI (Final)

Esta é a última postagem do Blog sobre os comentários de Luiz Dal Farra Naspoline em A Tribuna. Repito que sua palavra tem sido respeitada ao longo desses anos em que escreveu, desincompatibilizando-se quando de campanhas eleitorais em que foi às ruas pedir voto, mas que também revelou-se com uma boa dose de dicotomia, para não dizer incoerência. Mudar de pensamento é da natureza humana, fiz isso e você também deve ter feito, mas sob razões bem plausíveis.

Há coisas que precisam ser explicadas e os textos a seguir geram muitas dúvidas. Muitas mesmo, principalmente quando ele diz: "Na altura da minha vida, embora possa quase tudo, não tenho direito à falsidade e muito menos de errar." (13/01/2012)

17/06/2011
E a construção daquele bar no centro da Praça do Congresso? Que violência! Que agressão à normalidade e à natureza! Verdadeiro absurdo. Não votarei em candidato que não assuma compromisso de derrubá-lo.

(Salvaro vai derrubar o tal bar que autorizou construir?)

13/01/2012
Prefeito Salvaro. É de uma simpatia contagiante. Razões do sucesso: simpatia, extraordinária motivação e entusiasmo, aliado a sua forte capacidade e disposição para o trabalho. Perto do Salvaro cigarra não se cria. Hoje é o "cara". Verdade insofismável. Não há como negar. (...)  Eleição será um massacre.

Em relação à coligação entre PT e PMDB, Dal Farra, é muito claro em se opor e apoia (?). Porém, há um detalhe bem interessante como podem ver:

21/10/2011
Alguém um dia sonharia com o PMDB e PT, ou caçados e caçadores, juntos? Faz menos de sete anos que se deu a caça. Agora aliados? Que vergonha! Não justifica o fato de o PMDB e PT estarem aliados a nível federal. O PMDB catarinense, liderado por Luiz Henrique e Moreira, apoiou Serra, do PSDB, e não Dilma do PT. Traíram até o Temmer, vice da Dilma e então presidente nacional do PMDB.

25/03/2011
A oposição, se usar de sabedoria, inteligência e com chance de vitória, terá apenas um candidato. PT e PMDB, aliados a nível nacional, e outros partidos menores formariam uma ampla aliança. Hoje, alternativa seria Boeira para prefeito e um nome do PMDB de vice. Aí, entraria o plano B do PMDB, com Luiz Fernando Vampiro de vice.

Em apenas sete meses o que era sabedoria e inteligência passou a ser uma vergonha.

DESCASO FAZ BEBE MORRER EM CRICIÚMA

Recebi esse relato, dentre vários, de um médico de Criciúma que não quer ser identificado, coisa compreensível. Repasso o texto na íntegra para que o leitor avalie:

"Paciente com dois meses, muito desnutrido, desidratado, filho de mãe com HIV sem tratamento, negligente, último filho de uns cinco anos, morador do bairro Renascer, internado com anemia grave. Criança é diagnosticada também com HIV. Iniciada nutrição, crianca ganha peso, inicia tratamento para HIV. Tem alta somente após contato com o Conselho Tutelar. A mãe não dava remédio, voltou a internar com desidratação e sem ganhar peso, apesar de ter conseguido várias latas de leite por ONG da cidade e reforma do piso e berco para a criança. A avó vai a rádio dizer que criança tem leucemia e ninguém esta tratando, pedindo ajuda (aproveitadora). Várias ligações e avisos ao Conselho foram feitas. Resultado: criança da entrada no HMISC com sepse e morre em menos de 24 horas, poucos meses depois, apesar de inúmeros avisos."

OS BENS DOS CANDIDATOS A PREFEITO DE TREVISO

A declaração de bens (patrimônio) dos candidatos é pública e está disponível no site do TSE (confiraAQUI):
(Clique nas imagens para visualizar melhor)

Jaimir Comin: R$340.584,00
Valmir Massiroli: R$43 mil

João Réus Rossi: R$720 mil
Valério Moreti: R$420 mil

OS BENS DOS CANDIDATOS A PREFEITO DE NOVA VENEZA

A declaração de bens (patrimônio) dos candidatos é pública e está disponível no site do TSE (confiraAQUI):
(Clique nas imagens para visualizar melhor)

Evandro Gava: R$248.870,80
Zé Spilere: R$62.946,00

Marcos Spilere: R$452.384,50
Evandro Boaroli: R$715.000,00

OS BENS DOS CANDIDATOS A PREFEITO DE URUSSANGA


A declaração de bens (patrimônio) dos candidatos é pública e está disponível no site do TSE (confira AQUI):
(Clique nas imagens para visualizar melhor)

Geraldo Fornasa: R$6.446.752,24
Arnon Borges Teixeira: R$1.287.469,48

Johnny Felipe: R$375.750,00
Luiz Henrique Martins: R$508.900,00

quarta-feira, 18 de julho de 2012

OS BENS DOS CANDIDATOS A PREFEITO DE MORRO DA FUMAÇA

A declaração de bens (patrimônio) dos candidatos é pública e está disponível no site do TSE (confira AQUI):
(Clique nas imagens para visualizar melhor)

Dino Maccari: R$167 mil
Marci Sartor: R$184.450,08

Claudionor de Vasconcelos: R$157.298,00
Cinara de Rochi: R$65.951,08

OS BENS DOS CANDIDATOS A PREFEITO DE COCAL DO SUL

A declaração de bens (patrimônio) dos candidatos é pública e está disponível no site do TSE (confira AQUI):
(Clique nas imagens para visualizar melhor)

Ademir Magagnin: R$645.140,00
Cirlene Scarpato: R$60mil

Anderson Paulo Comin: Nada declarado
Maximiliano Gaidzinski Neto: R$699.707,28

Ângelo Cipriano: R$28 mil
Moises dos Santos: R$335 mil

Aldo Furlan: R$150 mil
Luciano Pinto: R$248 mil

OS BENS DOS CANDIDATOS A PREFEITO DE FORQUILHINHA

A declaração de bens (patrimônio) dos candidatos é pública e está disponível no site do TSE (confira AQUI):
(Clique nas imagens para visualizar melhor)

José Cláudio Gonçalves (Neguinho): R$538.175,57
Felix Hobold: R$ 225.187,76

Vanderlei Alexandre: R$229.106,38
Valter Tiscoski: R$461 mil

OS BENS DOS CANDIDATOS A PREFEITO DE SIDEROPOLIS

A declaração de bens (patrimônio) dos candidatos é pública e está disponível no site do TSE (confira AQUI):
(Clique nas imagens para visualizar melhor)

Helio Roberto Cesca (Alemão): R$2.210.184,48
Roni Remor: R$111 mil

Marcos Feltrin (Marcão): R$675 mil
Ademir Donadel: R$145.926,75

OS BENS DOS CANDIDATOS A PREFEITO DO RINCÃO

A declaração de bens (patrimônio) dos candidatos é pública e está disponível no site do TSE (confira AQUI):
(Clique nas imagens para visualizar melhor)

Décio Góes: R$322.895,62
Olírio José Lino: R$ 2.258.800,00

Jairo Celoy Custódio: R$35 mil
Naelti Viana: R$284.870,56

SEDENTARISMO MATA

Sedentarismo mata cerca 5 milhões de pessoas por ano no mundo
Pesquisa alerta que a inatividade física traz riscos comparados ao fumo e à obesidade


Um terço da população mundial adulta é fisicamente inativa e o sedentarismo mata cerca de cinco milhões de pessoas por ano. É o que diz um estudo publicado nesta quarta-feira na revista de medicina britânica The Lancet. De acordo com o trabalho, três a cada dez indivíduos com mais de 15 anos - o que representa 1,5 bilhão de pessoas no mundo - não seguem as recomendações de atividades físicas. O problema foi classificado pelos cientistas como uma "pandemia".

O quadro para os adolescentes é ainda mais preocupante. Quatro em cada cinco adolescentes com idades entre 13 e 15 anos não se exercitam o suficiente. Os pesquisadores também comprovaram que o sedentarismo aumenta com a idade, é maior entre as mulheres e predomina em países ricos.

Um segundo estudo, comparando atividades físicas com estatísticas de incidência de doenças como diabetes, problemas cardíacos e câncer, mostrou que a falta de exercícios é responsável por mais de 5,3 milhões das 57 milhões de mortes ocorridas em todo o mundo em 2008. O documento diz ainda que o sedentarismo é um fator de risco comparável ao fumo e à obesidade. Conforme os especialistas, a falta de exercício causa cerca de 6% das doenças coronarianas, 7% dos casos de diabetes tipo 2, que é a forma mais comum, e ainda 10% dos cânceres de cólon e mama.

Reduzir o sedentarismo em 10% pode eliminar mais de meio milhão de mortes a cada ano, segundo os pesquisadores britânicos, que acrescentam ainda que as estimativas são conservadoras. Ao generalizar a atividade física, a expectativa de vida da população mundial poderia aumentar em 0,68 ano, quase como se todos os americanos obesos voltassem ao peso normal, acrescenta o estudo.

De acordo com outro estudo realizado em 122 países e liderado pelo pesquisador Pedro C. Hallal, da Universidade de Pelotas, no Rio Grande do Sul, um terço dos adultos e quatro adolescentes a cada cinco no mundo não praticam atividades físicas suficientes, o que aumenta de 20 a 30% o risco de ter doenças cardiovasculares, diabetes e alguns cânceres.

A maioria dos adultos inativos é encontrada em Malta (71%), Sérvia (68%), Reino Unido (63%), enquanto a Grécia e a Estônia estão em as nações que mais se movimentam, com apenas 16 e 17% respectivamente de pessoas inativas. "A inatividade aumenta em países de alta renda", acrescenta Hallal.

Sobre a questão de como convencer as pessoas a se movimentarem, nenhum estudo tem uma receita miraculosa. De acordo com Gregory Heath, da Universidade do Tennessee, que estudou diferentes tentativas entre 2001 e 2011, as medidas mais eficazes são as campanhas dos meios de comunicação e pequenas mensagens, como "subir de escada ao invés de elevador". Ele também cita o exemplo de clubes de caminhada, a criação de ciclovias ou a proibição pontual da circulação de carros nos centros das cidades.

A inatividade física é descrita no estudo britânico como a falta de exercícios moderados por uma duração de 30 minutos, cinco vezes por semana, e práticas mais rigorosas durante 20 minutos, três vezes por semana, ou até mesmo a combinação das duas coisas.

Publicação do Correio do Povo.

DEPUTADO DÓIA QUE ME DESCULPE

Numa postagem no Facebook fui injusto para com o deputado Dóia Guglielmi (PSDB) ao colocá-lo na condição de pedir uma CPI para tratar dos supostos desvios de 51 milhões de reais da Celesc, sob o comando de Eduardo Moreira. Falo de ''supostos'' porque não há denúncia formal, como no caso de membros da administração de Clésio Salvaro acusados pelo Ministério Público do Estado de desviarem 1,2 milhão de reais. A sugestão se deu por conta das reiteradas vezes em que o assunto são problemas com ou em obras da prefeitura de Criciúma. Ou seja, os operadores do Paço querem desviar a atenção de Salvaro para Moreira, como se houvesse relação direta dos casos. Evidente que é uma atitude idiota, haja vista a distância entre uma rua mal pavimentada e a empresa, por exemplo.

De qualquer forma preciso ser justo no apelo de CPI. Então devo lembrar que na aliança que apoia CS estão os seguintes partidos:  PSDB / PP / PR / PSC / PSB / PPS / PSD / PV / PDT / PT do B / PMN / PHS / PRP / PRTB. Destes há mais 18 deputados na Assembléia Legislativa, além do içarense Guglielmi. Do Sul, desses partidos, temos Valmir Comin (PP), José Milton Scheffer (PP), Joares Ponticelli (PP) e José Nei Ascari (PSD). São cinco votos a mais, dos 14 necessários para a instalação de uma CPI.

Portanto, antes dos defensores de Salvaro virem com um argumento absolutamente sem sentido fica o alerta de que a CPI da Celesc depende, também, dos próprios partidos que dão sustentação a campanha  do tucano deste ano.

Aos que ainda acham que CPI dá sempre em pizza temos, além do caso das lajotas de Criciúma, a estatística de mais de 85% dessas iniciativas parlamentares no Congresso Nacional resultaram em processos do Ministério Público Federal. Vale lembrar aos desinformados de plantão, ávidos por destilar mentiras, que CPI não é pra condenar casos que não sejam políticos. Ou seja, se o caso é criminal passa a ser um problema da Justiça, se devidamente acionada.