terça-feira, 22 de dezembro de 2015

A RAZÃO SUPERA A FORÇA

Somos o ser mais evoluídos da Terra? Depende sob que ângulo será observado. Definitivamente temos o cérebro mais complexo, nem por isso o melhor. As complicações advindas da nossa capacidade de pensar invariavelmente nos leva à infortúnios existenciais. As tais crises são recorrentes e essa máquina maravilhosa que temos acima do pescoço nem sempre dá conta de buscar alguma solução, quando não torna o enrosco ainda mais profundo.

Antes mesmo de qualquer aprofundamento no assunto é fácil notar nossa limitação já que não voamos ou ficamos seis meses sem comer como a baleia Azul. Contudo, sugiro analisarmos alguns outros membros dessa comunidade global.

Visão

Na revista Mundo Estranho consta que "não existe nenhum ranking oficial, porque os cientistas nunca fizeram um estudo comparando a capacidade visual dos animais. Mas, tomando por base os diversos estudos isolados sobre a visão dos bichos, dá para apostar com bastante certeza: as aves de rapina são quem enxerga melhor no planeta. Isso, claro, levando em conta o alcance da visão. Para esses animais, a precisão visual é um requisito básico para conseguir o almoço de cada dia. No pódio dos bons de olho, a medalha de bronze vai para o falcão. Quando está caçando, ele enxerga presas pequenas a 1.500 metros de altitude. O segundo lugar é do abutre-de-rüppel (Gyps rueppellii), o pássaro que voa mais alto no mundo, atingindo mais de 11 mil metros. Em suas viagens estratosféricas pelo continente africano, o abutre identifica um coelho a 2.500 metros de distância." A matéria completa você lê AQUI. Quanto à nossa visão você mesmo ''vê''.

Velocidade

Não há dúvidas, o Guepardo, felino africano, é o mais rápido. Este velocista pode chegar a 105 quilômetros por horas. Sendo que os mais lentos entre eles não baixam de 90 quilômetros por hora. Entretanto, sua capacidade aeróbica é limitada e por isso percorre pouca distância. Isso se dá na mais objetiva necessidade de alimentar-se. Não pode competir com seus pares mais fortes da cadeia alimentar como o leão ou leopardo. Em sendo assim foi preciso buscar alternativas: alimentar-se daquilo que a concorrência tem dificuldade, a gazela. Ou seja, precisou ser mais rápido que sua comida. O atual recordista mundial dos 100 metros rasos, o jamaicano Usain Bolt, bateu o recorde com 37,5 Km/h. No entanto, entre os metros 60 e 80, atingiu os 44,27, com todo o treinamento que tem. Somos presa fácil.

Frio

O maior carnívora terrestre é o urso polar. Um animal absolutamente adaptado ao seu meio ambiente. Segundo publicação do UOL Educação "seu corpo é coberto por duas espessas camadas de pelos brancos, e uma camada de gordura sob a pele, o que permite ao urso polar suportar as baixas temperaturas do Ártico. Para se ter uma ideia, a temperatura média de inverno é de -30°C." Ainda mais resistente está o pinguim Imperador que suporta até -40ºC no outro extremo polar. Nós morremos antes da temperatura chegar ao 0ºC sem a cobertura das roupas.

Teríamos outros exemplos. Porém, estes já dão a dimensão da nossa situação na natureza. O fato é que só chegamos até aqui, nas condições atuais, pelo uso de ferramentas. Coisa que alguns símios, como os Bonobos, começam a utilizar. Sim, estão evoluindo, já que não o faziam há algumas décadas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário