quinta-feira, 23 de maio de 2013

AS DISSENÇÕES COMO FILTROS DA VERDADE(?)

Somente no cristianismo há 10 (dez) ramificações distintas (católicos, evangélicos, Kopta, Quaker etc) e em cada uma outras tantas divisões. No Brasil, dentro dos chamados evangélicos temos os fundamentalistas (Batista, Presbiterianos, Menonitas etc), os pentecostais (Brasil para Cristo, Assembléia de Deus, Deus é Amor etc) e os neo-pentecostais que se intitulam ''renovação''. Sem contar as igrejas personalistas, com um templo de um líder, que se multiplicam de forma incontável. Há também os extintos como os Cátaros e os pouco conhecidos como os cristãos Amish e os Rosacruz.

Ao contrário do que dizem os incultos, essas divisões remontam aos primórdios, quando nem a Bíblia havia sido compilada como a conhecemos. Tal era a multiplicação de textos em nome de Jesus ou contando sobre ele que a Bíblia é uma fração dos apócrifos ou não canônicos. Um dos exemplos disso foi a discussão entre os apóstolos Pedro e Paulo sobre as carnes de animais sacrificados dentro que se conhece como paganismo, conforme o livro de Atos. Também os escritos das epístolas reforçam a ideia de que o conflito de concepções, sobre o que seria a verdade, nasceu com o próprio Jesus.

O cânon feito pelos bispos, em 325 no Concílio de Niceia, e que superou os demais escritos em popularidade, serviu muito bem aos propósitos de um império, o Romano, quando motivados por Constantino. Neste momento surge uma espécie de doutrina com o amparo imperial. Com a força bélica e coerciva do Estado o catolicismo prosperou tornando-se forte até nossos dias. Até aquele momento cada líder seguia a corrente que lhe aprazia com a extrema dificuldade de interatividade por escrito. Enfim, nenhuma das discussões teológicas que vemos hoje, pelo que noto, enseja novidade.

A questão básica passa a ser: que garantias há que compilaram os textos corretos? Ora, supõe que os textos foram inspirados pelo Espírito Santo, mas não a compilação como um todo. Da mesma forma quem escreveu foram homens e não se pode garantir que tenham entendido corretamente a mensagem, tanto que nos deparamos com tamanhas divergências como fruto do ato de pensar de cada um. A mensagem está submetida ao filtro humano, com toda a carga cultural e de experiências pessoais comuns a todos nós.

Volto a um ponto crucial nessa questão que é negada visceralmente pelos religiosos: se Deus quisesse nos dizer alguma coisa diria a todos a mesma coisa, em todos os tempos e lugares.

Um comentário:

  1. OLÁ ANDRÉ!!!

    PERFEITO "...Volto a um ponto crucial nessa questão que é negada visceralmente pelos religiosos: se Deus quisesse nos dizer alguma coisa diria a todos a mesma coisa, em todos os tempos e lugares..."(ROLDÃO,André)

    ResponderExcluir