Guinzani banner

Guinzani
  • Recentes

    JESUS E OS CANDIDATOS

    Sempre que comento algo sobre cristianismo ou fé, e este comentário não está de acordo com os clichês recorrentes de que tudo é maravilhoso, Jesus é o máximo etc, surgem os gloriosos defensores da crença que desconhecem. Sim, contrariam textos básicos e claros das Escrituras como o que diz: "Bem-aventurados sois vós, quando vos injuriarem e perseguirem e, mentindo, disserem todo o mal contra vós por minha causa." E tão logo começo a apertar entram na vala comum do "luto para ser uma pessoa melhor" (eu também), "Deus me ama como sou" (a mim também) ou "ele entende nossas fraquezas" (as minhas também). Por coisas como estas que me sinto motivado. Quando a bestialidade é tal que transcende a sutileza nada mais resta senão ridicularizá-la.

    Vamos ao ponto.

    Em todas as eleições, da abertura política para cá, os religiosos buscam espaço eletivo, bem como crentes de um modo geral. Raros são os ateus nisso. Se for proporcional à população cerca de 93% dos candidatos acreditam em Deus e destes 97% são cristãos. Ou seja, deveriam ter na Bíblia sua prática cotidiana. Nada contra qualquer candidatura não fosse a própria Bíblia que impede algumas manifestações. Mas falar de Bíblia para um povo que não entende nem a posologia em bula de remédio é uma tarefa árdua.

    Usemos o exemplo dos pastores que se candidatam. Como qualquer candidatura, eles precisam mostrar serviço e daí contrariam preceito básico e muitíssimo claro quando diz:

    "Guardai-vos de fazer a vossa esmola diante dos homens, para serdes vistos por eles; aliás, não tereis galardão junto de vosso Pai, que está nos céus. Quando, pois, deres esmola, não faças tocar trombeta diante de ti, como fazem os hipócritas nas sinagogas e nas ruas, para serem glorificados pelos homens. Em verdade vos digo que já receberam o seu galardão. Mas, quando tu deres esmola, não saiba a tua mão esquerda o que faz a tua direita; Para que a tua esmola seja dada em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, ele mesmo te recompensará publicamente." Mateus 6:1-4

    O texto trata da esmola, obviamente, mas o princípio está em não jogar confete para cima de si. Então, como podem os candidatos cristãos alardearem seus feitos contrariando a ordem do Mestre? Devo dizer que sou totalmente a favor de fazerem propagandas de si mesmos. Não tem outra forma. O que fica escancarado é a desfaçatez em não cumprir o que sua própria fé determina.

    Nenhum comentário

    Post Top Ad

    Post Bottom Ad