quarta-feira, 24 de agosto de 2016

O INFERNO TE ESPERA

Leia o texto bíblico a seguir. Depois falo do óbvio!

Dize-nos, pois, que te parece? É lícito pagar o tributo a César, ou não?
Jesus, porém, conhecendo a sua malícia, disse: Por que me experimentais, hipócritas?
Mostrai-me a moeda do tributo. E eles lhe apresentaram um dinheiro.
E ele diz-lhes: De quem é esta efígie e esta inscrição? Dizem-lhe eles: De César. Então ele lhes disse: Dai pois a César o que é de César, e a Deus o que é de Deus. (Mateus 22:17-21)

Ao cristão Jesus não dá opções. Ou paga ou paga!

O contexto não poderia ser mais claro: IMPOSTOS. Mas há um contexto mais amplo, o da ocupação da palestina pelo Império Romano. Nada mais revoltante, no que tange a pagar tributos, do que paga-los a estrangeiro que invadiu, dominou, cerceou a liberdade, retirou das pessoas quaisquer poderes de decidirem sobre suas vidas e sua terra.

Ora, se Jesus, sendo o que dizem que é, determinou (sequer estabeleceu possibilidade) que fossem pagos impostos ao imperador ESTRANGEIRO, o quê podemos dizer de pagar a um governo eleito pelo voto direto?

No Brasil as igrejas são isentas de impostos em clara afronta ao que determina o dono da fé. Por óbvio as igrejas estão eivadas de dinheiro para burlar a Receita Federal. Você aí, lustrador de banco, de boca aberta todos os Domingos a receber lições do Espírito Santo, vai concordar com tal postura? Você deveria ser o primeiro a insurgir-se contra essa isenção.

Você é cristão e sonega? Apenas para avisá-lo: vais para o Inferno! Sim, és desobediente consciente. Nem é o caso de cometer um ou outro erro fruto do ímpeto. Serás (ou já és) condenado de forma bem clara e objetiva.

Boa viagem!

Nenhum comentário:

Postar um comentário