sábado, 30 de julho de 2016

A ELEIÇÃO DE IÇARA

SERGIO PERUCHI

Ontem, 29, acompanhei o lançamento da pré-candidatura, que será a candidatura, do médico cardiologista Sérgio Peruchi (PSB) a prefeito de Içara. O evento foi prestigiado pela pré-candidata do PP, Dalvânia Cardoso, o presidente em exercício Duka e alguns outros membros de seu partido.

Peruchi apresentou o que será sua principal obra se prefeito: um hospital-referência. A obra está detalhada em números e terá uma maquete que circulará o município. Sem dúvidas é de encher olhos. O médico, que já foi secretário da Saúde, diz ter as parcerias necessárias (três investidores) para a execução. E, creio, pela sua postura, que não está brincando.

Sem dúvidas tal ideia atrairá muitos outros serviços e empresas para Içara e região, além de pretender atender pacientes de até de fora do Estado. É de ousadia que precisamos e que sirva de inspiração.


DALVANIA CARDOSO

Se há uma candidata experiente em Içara é Dalvania Cardoso. Não somente por ter passado pela administração de várias prefeituras, mas, principalmente, por conhecer e conviver com os bastidores da política desde a adolescência. Aos 41 anos a candidata não cai na conversa de politiquinhos, tampouco se deixa deslumbrar pelo poder. Quem conviveu com ela sabe de sua postura firme e sem medo de desagradar, se preciso.

O seu desafio está em se fazer conhecida do eleitor. Sabe disso e está se dedicando em tempo integral à tarefa.


NAS RUAS

Há, contudo, um outro desafio que faz muita diferença nas eleições, mesmo não sendo garantia de vitória: a chamada militância. Nesse quesito Murialdo, leia-se Gentil da Luz, tem uma força-tarefa muito maior que os dantes citados, comum a quem está no poder, mas também pelo PMDB.

A diferença de estrutura, digamos assim, ficou visível nos lançamentos de Dalvânia e Peruchi. De um lado a tradição do PP, com muito mais gente e de peso eleitoral, e, de outro, o novo em Içara. O PSB é pequeno, com poucos filiados, sem candidatos experientes, mesmo a vereador. O médico Sérgio Peruchi tem a si e não mais que isso para a campanha. Seu grupo, mesmo que aguerrido é muito pequeno.

Sem dúvidas a eleição deste ano, com todo arranjo de partidos à volta de Murialdo Gastaldon, será muito disputada. Nenhum dos postulantes terá ampla vantagem nas urnas. É a minha impressão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário