domingo, 19 de junho de 2016

"PÍLULA DO CÂNCER" PODE SER MENTIRA

"A fosfoetanolamina, conhecida como "pílula do câncer", teve mais um resultado negativo na série de testes encomendada pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação. O trabalho, divulgado nesta sexta-feira (17), mostrou que a substância não é capaz de combater câncer de pâncreas e melanomas nem em alta concentração. O composto também mostrou desempenho desanimador em células de câncer de pulmão." - UOL

Em nenhum momento, apesar das manifestações de todos os lados, me deixei entusiasmar com algo tão ''milagroso''. Contudo, os estudos devem continuar. Mas por que haveria quem lançasse algo sem querer obter lucros como nas notícias da tal descoberta?

Ora, se observarem o caso de Chico Chavier, por exemplo, que construiu um patrimônio invejável apenas com doações vão entender. O câncer, como qualquer outro mal que aponte diretamente para a morte, fragiliza emocionalmente o paciente, bem como sua família. Daí as doações vêm com facilidade.

E os testemunhos? Ora, placebo também ''cura''. Nosso corpo é incrível e da mesma forma que criamos, podemos eliminar doenças. Por isso o sucesso das religiões, orações, benzedeiras, imposições de mãos, óleos ungidos...

Não posso afirmar que os envolvidos tenham enganado alguém ou ''alguéns''. Mas posso pensar que se fosse tudo que disseram já teria aparecido o resultado. Ah, sim, há a teoria de conspiração da indústria farmacêutica que perderia bilhões... Lembram do ministro do governo FHC, José Serra, que quebrou patentes internacionais e tornou o tratamento da AIDS absurdamente mais barato do que era?

Nenhum comentário:

Postar um comentário