terça-feira, 3 de março de 2015

PASTOR JEVIS E SUA INFELIZ DECLARAÇÃO

NOTA DE REPUDIO.
Na qualidade de Vereador do município de Criciúma, causou-me espanto o pronunciamento do Vereador Pastor Jévis de que, "ninguém se elege nesta cidade sem comprar votos".
Cabe esclarecer ao nobre Vereador e a todos os eleitores de Criciúma que este Vereador jamais utilizou-se deste artificio ilícito para conquistar um voto. Pelo contrário, sempre zelei pela conduta ética e moral durante o período eleitoral repudiando tal pratica a todo momento.
Desta forma, repudio veementemente as declarações do Vereador Pastor Jévis na Sessão Plenária da Câmara dos Vereadores no dia 02.03.2015. Solicito ao mesmo, usando do bom senso que, quando fazer tais afirmações querendo atingir alguém, o faça denunciando aos órgão competentes com fundamentos e provas documentais, ou fazendo o uso da tribuna declinando o nome dos infratores por crime eleitoral.
Vereador - JOSÉ CARLOS MELLO - PT

Minha opinião sobre o caso
Acompanhei as declarações do pastor/vereador Jévis Manoel. Se não tem um caso concreto para respaldar suas declarações não passa de mentiroso. Se tem, é conivente por não denunciar às autoridades. Além disso, não foi capaz de excluir a si mesmo, sendo assim, uma confissão pública de crime eleitoral. Espero que o Ministério Público Eleitoral o chame para uma conversa.
Pessoa pública com conversa de bar, reproduzindo senso comum, é lamentável. Mal empregados os minutos que dispôs na tribuna da Câmara. Aliás, acompanhei várias de suas declarações e é, de forma recorrente, vazio, superficial e prolixo. Temo por aqueles que o seguem como religioso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário