quinta-feira, 9 de maio de 2013

EMPRESAS NO FACEBOOK


Uma empresa de sucesso a um clique de distância
Marcas de SC comprovam: Facebook é ferramenta essencial para o crescimento dos negócios
Publicado em 07/05/2013 16:47:00
Eduardo Luiz Prange Júnior, da Seekr: imagem e reputação das marcas são definidas na opinião de seus clientes (Foto: Divulgação)

Foi-se o tempo em que as marcas precisavam fazer longos e demorados estudos para saber o que seus clientes procuravam. Da mesma forma, a época em que a reputação de uma empresa era avaliada somente através de números e pesquisas individuais já não existe mais. Hoje, descobrir o que o público-alvo deseja está a apenas um clique de distância.
Basta prestar atenção nos casos de cinco franquias catarinenses – DNA Natural(Florianópolis), Forum (Jaraguá do Sul), Imaginarium (Florianópolis), Mormaii(Garopaba) e Uatt? (São José) -, destacadas pela revista PME no ranking das 50 que mais se destacam no Facebook: juntas, elas contabilizam mais de 237 mil “curtidas” em suas respectivas fan pages. Além disso, o número de compartilhamentos – que ajuda na disseminação do conteúdo produzido por cada uma delas – é assombroso: no total, são mais de 85 mil.
Mas o que faz uma empresa ser bem sucedida em uma das maiores redes sociais do mundo? A resposta pode ser resumida em duas palavras: identificação e relacionamento. No Brasil, 67 milhões de brasileiros estão conectados ao Facebook. “Isso significa que, cada vez mais, a inclusão digital irá influenciar os negócios de muitas corporações que decidiram entrar nessa onda. Dia após dia, a imagem e a reputação das marcas serão definidas na opinião de seus clientes”, destaca Eduardo Luiz Prange Júnior, sócio daSeekr, empresa de Blumenau que oferta ferramentas para gestão e monitoramento de marcas em mídias sociais.
É preciso saber fazer
Todas as empresas têm os mesmos objetivos nas mídias sociais: aumentar o número de fãs, estreitar os laços com o consumidor e promover ações que coloquem seu nome na boca do povo. Porém, levar esse compromisso a sério não é brincadeira de criança. “Metade das decisões que tomamos é baseada no que nossos seguidores escrevem na nossa fan page”, diz Jeane Moura, dona da rede de restaurantes DNA Natural.
Esse tipo de abordagem é muito bem-vinda, nos dias de hoje. Isso porque fica cada vez mais nítido que os clientes querem ser “ouvidos” no Facebook – não apenas por outros seguidores, mas também pela própria empresa que seguem. Conversar com o consumidor é outra estratégia que pode gerar bons frutos, segundo Jeane. Ela chega a responder até 50 comentários por dia na fan page da DNA Natural. “Dedico três horas a isso e me sinto como se estivesse sentada numa mesa conversando com meus clientes”, comenta.
Conhecer a fundo a página que se administra e o perfil dos consumidores nela inseridos é essencial para obter bons resultados. A Uatt?, de São José, por exemplo, decidiu investir em jogos e charadas em sua fan page para atrair a atenção dos seguidores. De acordo com Rafael Biasotto, dono da franquia, a aposta foi certeira. “Dá bastante resultado porque muita gente compartilha os joguinhos”, garante.
No ano passado, a Uatt? faturou R$ 102 milhões – valor que, sem dúvidas, teve muito a ver com o posicionamento da franquia no Facebook. “As empresas que não estão no Facebook estão perdendo a chance de ter esse tipo de contato com os clientes“, opinaCarlos Eduardo Machado, gerente de mídias eletrônicas da companhia.
A importância do monitoramento
Checar constantemente a resposta do público-alvo às investidas da empresa nas mídias sociais é essencial, segundo o sócio da Seekr.  “É preciso saber o que funciona e o que não dá ibope na fan page da marca”, explica Eduardo. “Unir inteligência à comunicação social é uma ótima maneira de medir as tendências de mercado e, ao mesmo tempo, filtrar comentários positivos e negativos sobre a empresa”, complementa.
Mas fique atento: no caso de se deparar com críticas pesadas, mantenha a calma e não perca o profissionalismo. “Um dos maiores erros que um gestor de mídias sociais pode cometer é comprar briga com o cliente na internet”, afirma Eduardo. “A melhor maneira de sair por cima, em casos assim, é mantendo a compostura e tentando solucionar o problema do consumidor”, aconselha.
Uma fan page bem sucedida em cinco passos
Você já deve ter percebido que o Facebook pode abrir muitas portas para as empresas, mas que atenção e conhecimento são fatores vitais para fazer com que o trabalho dê certo. Que tal aplicar algumas estratégias que podem ajudar seus negócios na web?
Com a ajuda da Seekr, o Noticenter elaborou cinco dicas para transformar a fan page da sua empresa em um case de sucesso. Confira:
1 – Converse com o cliente
Considerar e colocar em prática o desejo dos seguidores é o primeiro passo para conquistar a simpatia do público. Mesmo que a ideia sugerida não seja viável, responder aos comentários ou mensagens privada faz com que a empresa ganhe alguns pontos.
Segundo Eduardo, já existem ferramentas para gestão do atendimento das marcas nas mídias sociais - as chamadas plataformas de SAC 2.0. “Ignorar pedidos ou deletar postagens de fãs é um grande erro, já que eles estão verificando a página a todo instante”, diz.
2 – Saiba lidar com as críticas
Alguém falou mal da sua empresa no Facebook? Acalme-se. Em primeiro lugar, tente descobrir o que houve e como o impasse pode ser solucionado.
“Xingar o cliente, tratá-lo com ironias ou apagar o comentário pode ser fatal”, alerta Eduardo.
3 – Aposte na diversão
“Criar aplicativos, concursos culturais ou jogos relacionados à empresa são ótimas maneiras de despertar a atenção do público-alvo”, garante Eduardo.
A Uatt?, por exemplo, criou um post em que pedia aos fãs que encontrassem os sete erros em uma imagem de dois quindins. A ideia era divulgar uma linha de almofadas com estampas de doces, e vencia quem escrevesse sete comentários consecutivos sem ser interrompido por outro usuário. A brincadeira não oferecia nenhum prêmio, mas rendeu mais de três mil comentários.
4 – Fuja do óbvio
Você é dono de uma empresa de alimentos, como a DNA Natural? Que tal publicar dicas de saúde na fan page? Postagens direcionadas ao público-alvo não precisam tratar somente dos produtos ou serviços oferecidos pela sua marca.
“A ideia é pensar em novas abordagens, mas sempre com foco em temas relacionados à empresa e aderentes ao planejamento dela”, salienta Eduardo.
5 – Se precisar, mude
Passaram-se meses e a sua fan page continua com o mesmo número de fãs, comentários e compartilhamentos? Não tenha medo de redirecionar seu trabalho.
“É por isso que o monitoramento é tão importante, já que possibilita às empresas saberem em que estão errando e o que precisam fazer para mudar este quadro”, finaliza o sócio da Seekr.

Postado em Noticenter

Nenhum comentário:

Postar um comentário