segunda-feira, 1 de abril de 2013

OS TRÊS PRIMEIROS MESES DOS VEREADORES DE CRICIÚMA (Atualizado)

Passados os três primeiros meses da atual legislatura é bom sabermos o que os nobres edis criciumenses estão fazendo. É bom lembrar que esse início deveria ser o mais intenso dos quatro anos de mandato, pois todas as ideias de antes de assumirem poderiam entrar na pauta da Câmara.

Antonio Manoel - Nada apresentado até o momento.

Camila nascimento - Dois Projetos de Lei (obriga agências e postos de serviços bancários a instalarem divisórias individuais entre os caixas e o espaço reservado para clientes e institui o Programa Automotivo de Responsabilidade Ambiental e o selo Roda Verde), uma indicação para Diploma de Mérito a uma empresa e uma indicação para Título de Cidadão Honorário; dois pedidos de informações pra o governo do Estado; seis indicações.

Daniel Freitas - Uma proposição para apresentação do estudo da Fiesc: “O Impacto Econômico do atraso nas Obras de Duplicação da BR-101 Sul sobre o Desenvolvimento Econômico no Sul de Santa Catarina”; seis indicações de serviços públicos.

Edson Aurélio - Um Projeto de Lei (obriga a realização de cursos de primeiros socorros a todos os funcionários de creches) e um ''nome de rua''; um requerimento; 14 indicações de serviços públicos.

Ézio Jévis Manoel - Uma alteração de Lei e duas declarações de utilidade pública; dois pedidos de informação; 13 indicações.

Geovânia de Sá - Uma alteração de Lei, um título de Cidadão Honorário e cinco ''nomes de rua''; 17 indicações de serviços públicos.

Dr. Mello - Uma declaração de utilidade pública e um requerimento de informações do Paço, duas indicações de serviços públicos.

Paulo Ferrarezi - Três ''nomes de rua''; dois requerimentos (informações da prefeitura).

Julio Colombo - Uma declaração de utilidade pública; pedido de informação à prefeitura sobre o processo que tramita na Justiça Estadual - Comarca de Lauro Müller, referente ao imóvel pertencente ao campo do Catarinense; nove indicações de serviços públicos.

Moacir Dajori - Um pedido de informação (equivocado na minha avaliação, pois não existem os problemas arrolados); 22 indicações de serviços públicos.

Ricardo Fabris - Uma indicação para Título de Cidadão Honorário e um Projeto de Lei (considerado ilegal pela CCJ); um pedido de informação sobre colocação de placas de nomes de ruas; 10 indicações de serviços públicos.

Salésio Lima - Uma declaração de utilidade pública; seis requerimentos; 29 indicações; uma moção de aplauso à Polícia Militar do Estado de Santa Catarina e aos novos Agentes Temporários da 6ª Região da PM.

Sírio Cirimbelli - Três indicações de serviços públicos.

Tati Teixeira - Uma alteração de Lei; quatro requerimentos; 13 indicações de serviços públicos; moção de aplauso ao governador Raimundo Colombo, pela criação da Comissão Estadual da Verdade Paulo Stuart Wright.

Tita Beloli - Um PL sobre os flanelinhas e outro para que unidades educacionais mantenham funcionários habilitados em cursos de primeiros socorros, prevenção de incêndios e acidentes; três pedidos de informação; 20 indicações de serviços públicos.

Toninho - Um pedido de informação sobre a UPA da Próspera.

Vanderlei Zilli - Um ''nome de rua'', um PL sobre obrigatoriedade da realização de vistorias periódicas nas edificações municipais e outro com diretrizes para a Política de Atenção à Saúde de Pessoas com Epilepsia; quatro requerimentos; 25 indicações de serviços públicos.

Verceli Coral (vereador até 31 de março) - Nada apresentado até o momento.

Fonte: site da Câmara de Vereadores.

Um comentário:

  1. Ou seja, grande parte dos vereadores não servem pra nada.
    Bando de mamadores de teta, do caralho.

    Mentem muito, fazem pouco, e ganham demais.

    Parafraseando Luiz Carlos Alborghetti: A vá a merda porra!

    ResponderExcluir