Guinzani banner

Guinzani
  • Recentes

    NOTA DO MP SOBRE INQUÉRITO EM IÇARA


    O Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (GAECO) de Criciúma, força-tarefa formada pelo Ministério Público de Santa Catarina e as Polícias Civil e Militar, indiciou 23 pessoas, dentre agentes públicos e empresários, por fraudar licitação, superfaturar contratos administrativos e desviar recursos do patrimônio público municipal em Içara.
     
    Os envolvidos foram indiciados pela prática de delitos como peculato, corrupção, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha. O inquérito foi concluído nesta terça-feira (25/9) e encaminhado ao Juízo de Içara, mas será em seguida remetido ao Tribunal de Justiça, já que um dos indiciados possui foro privilegiado. Podem ser ajuizadas ações penais e de improbidade administrativa em face dos responsáveis pelos ilícitos.
     
    O procedimento possui 12 volumes e mais de 2.900 páginas. Ao todo, durante as investigações foram ouvidas quase 80 pessoas. A "Operação Moralidade" foi desencadeada no mês de junho, com a prisão temporária de agentes públicos da Administração Municipal de Içara e empresários.
     
    O GAECO também instaurou outros dois inquéritos para apurar desvios de recursos públicos e fraude à licitação no SAMAE de Içara.Tais procedimentos devem ser concluídos nos próximos dias.


    Redação: Coordenadoria de Comunicação Social do MPSC

    Nenhum comentário

    Post Top Ad

    Post Bottom Ad