Guinzani banner

Guinzani
  • Recentes

    BENEDET E O TRÁFICO DE DROGAS

    Publicado em A Tribuna.

    Uma acusação contra o deputado federal Ronaldo Benedet (PMDB), que teve origem num site hospedado em provedor do Canadá, caiu como uma bomba na região no início dessa semana. Conforme publicado pelo site “Notícia Liberal”, Benedet estaria envolvido num esquema de tráfico de drogas e até assassinato. A informação, dada sem fonte oficial, também cita o envolvimento do vereador e candidato a prefeito de Pescaria Brava, Deyvisonn da Silva. “O vereador está sendo investigado pela Polícia Federal e pelo DEIC (Diretoria Estadual de Investigações Criminais) de Santa Catarina por suspeita de envolvimento com crimes de tráfico de drogas”, cita o site.

    Ainda segundo a acusação, a Delegacia da Polícia Federal de Criciúma teria realizado escutas telefônicas autorizadas pela justiça e supostamente identificado um diálogo entre o candidato e Benedet, na época em que era Secretário de Segurança Pública de Santa Catarina. “Eles são identificados como informantes da maior rede de narcotráfico montada na região de Tubarão, fornecendo aos traficantes informações sobre locais e datas das atuações da Polícia em batidas cujo objetivo seria a apreensão de grande quantidade de entorpecentes”, diz ainda o acusador, que descreve uma suposta conversa transcrita.

    Delegado descarta qualquer investigação

    Procurado pelo Jornal A Tribuna para responder sobre a procedência ou não da denúncia, o delegado da Polícia Federal de Criciúma Rafael Broietti afirmou que a informação não passa de falácia. “Não existe qualquer investigação que envolva o deputado federal Ronaldo Benedet. Essa que citaram no site já teve o inquérito conclusivo”, garantiu o delegado.

    Benedet esteve na redação do Jornal A Tribuna na tarde de ontem para falar sobre o assunto. Ele estava munido com duas “certidões de inexistência de investigação em andamento” por parte da Polícia Federal. Uma cita o nome dele e o outro o nome do vereador citado. “Fui caluniado e quem o fez não tinha qualquer prova contra mim. É inadmissível que essas pessoas que estão espalhando essa informação não saibam das conseqüências de uma informação falsa como esta”, desabafou o deputado. Ele afirmou que irá pedir a interpelação de cada uma das pessoas que repercutiram o assunto, seja via redes sociais ou através da imprensa. “A justiça Eleitoral de Laguna foi acionada e determinou, por liminar, que o Google cancele no Brasil a reprodução deste conteúdo mentiroso e caluniador. Além disso, que informe os responsáveis por essa acusação sem fundamento”, finaliza Benedet.

    Nenhum comentário

    Post Top Ad

    Post Bottom Ad