segunda-feira, 21 de julho de 2014

MAIS QUE LIXO NO RINCÃO

Estive no Balneário Rincão nesse domingo. Passei por várias ruas. Fotografei o que achei uma demonstração de desleixo por parte da prefeitura, mas é tanta coisa que nem vale colocar apenas uma aqui. Não bastasse o mato no meio-fio, todo o lixo Julifest, feita na noite anterior, restava no local. Havia copos plásticos e toda a sorte de lixo como é comum nessas festas. Umas rajadas de vento colocaria lixo do Torneiro até Ilhas sem que a prefeitura fizesse qualquer coisa. 

Uma administração responsável faria a limpeza do local imediatamente, tão logo terminasse o evento. É o que se ve durante o Carnaval no Rio de Janeiro durante os desfiles das escolas de samba. Isso demonstra claramente que a administração de Décio Góes deixa muito a desejar.

Local de "destino turístico" é o grande apelo do município. Por conta desses detalhes vê-se a visão pequena de sua gestão. A avenida principal que liga a sc 445 até a rua Paraná, a Leoberto Leal, é um verdadeiro nojo. Não recebeu, em sua curta distância, nem uma melhoria do pavimento. Nenhum município que queira atrair turistas de alto poder aquisitivo, que possa gastar muito, exitará em ir para outros locais que não o Rincão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário