quarta-feira, 27 de março de 2013

O QUÊ SIGNIFICA GEOVANIA DE SÁ NA SAÚDE

O PSDB de Criciúma nos atochou durante quase um ano dizendo que o voto do povo tem que ser respeitado e que a Justiça não pode, muito menos outro partido, interferir no resultado de uma eleição. Ok! Agora a Geovania de Sá, com seus 5,6 mil votos, a maior votação da história da cidade, deixa de ser vereadora para ser secretária da Saúde. Cadê o respeito com a vontade soberana do eleitor?

Mas há mais a ser analisado neste exemplo. A coisa não se resume nisso.

Primeiro, não creio que o voto dado a vereador seja fruto de alguma consciência cívica, ou por conta de algum projeto etc. Pelo contrário, é um dos votos mais desqualificados de todo o processo eleitoral, em todas as instâncias. Muito semelhante ao de deputado federal.

Segundo, nunca dantes na história desse país eleitores reivindicaram respeito ao voto para vereador. Nunca! Não seria a primeira vez. Ou seja, o PSDB, sabendo disso, nem se preocupou com a situação. Nem esse nem qualquer outro partido.

Por fim, a lógica é que vereador e nada é a mesma coisa. Daí, ser secretário é como se houvesse a possibilidade de segurar a caneta junto com o prefeito. Seria demais imaginar que a ascensão da Geovania, sob o carinho do próprio Márcio Búrigo, não seja uma das formas de quebrar o esquema do Salvaro? Eu não tenho um segundo de dúvida que o PP quer o CS o mais longe possível. Ela, na secretaria da Saúde, sendo competente, elege-se para o que quiser e quando quiser. Arrisco em dizer que será capaz de migrar para o seio Progressista.

De qualquer forma, os tucanos criciumenses deram mais um retumbante exemplo que seu discurso de respeito valia apenas para eleger Salvaro em outubro e que, na realidade, nada têm de consideração pelo eleitor. Coisa comum!

Os reflexos disso na composição da Câmara e a atuação dela na secretaria ficam para outras postagens.




Nenhum comentário:

Postar um comentário