terça-feira, 19 de março de 2013

CRISTÃO TEM QUE ABOMINAR A HOMOSSEXUALIDADE

A coisa é mais complicada que as discussões que tenho acompanhado sugerem. O cristão, em tendo a Bíblia como sua regra de fé e conduta, não aceitará a homossexualidade, sequer aceitará o homossexual. Conforme está em Romanos capítulo 1, dentre outros trechos, a postura é radical mesmo. Confira no texto que segue:

"Pois mudaram a verdade de Deus em mentira, e honraram e serviram mais a criatura do que o Criador, que é bendito eternamente. Amém. Por isso Deus os abandonou às paixões infames. Porque até as suas mulheres mudaram o uso natural, no contrário à natureza. E, semelhantemente, também os homens, deixando o uso natural da mulher, se inflamaram em sua sensualidade uns para com os outros, homens com homens, cometendo torpeza e recebendo em si mesmos a recompensa que convinha ao seu erro. E, como eles não se importaram de ter conhecimento de Deus, assim Deus os entregou a um sentimento perverso, para fazerem coisas que não convêm; Estando cheios de toda a iniquidade  prostituição, malícia, avareza, maldade; cheios de inveja, homicídio, contenda, engano, malignidade; Sendo murmuradores, detratores, aborrecedores de Deus, injuriadores, soberbos, presunçosos, inventores de males, desobedientes aos pais e às mães; Néscios, infiéis nos contratos, sem afeição natural, irreconciliáveis, sem misericórdia; Os quais, conhecendo a justiça de Deus (que são dignos de morte os que tais coisas praticam), não somente as fazem, mas também consentem aos que as fazem." Romanos 1:25-32.

Como um não-cristão eu tenho entendimento diverso da Bíblia, a qual em nada pode ser tida como Palavra de Deus. Contudo, fica a questão: o sujeito considera a Bíblia como Palavra de Deus; portanto, acima de toda e qualquer Lei humana. A qual vai seguir? O texto expresso pelo apóstolo Paulo não dá margem nem para considerações, para ''achismos''. É o mais absoluto desprezo por quem sente atração sexual por seu próprio gênero. O que é descrito em Gênesis, dos capítulos 13 a 19, não deixa dúvidas da visão bíblica nesse particular, condenam homossexuais ao extermínio. Soma-se a estes "Assim como Sodoma e Gomorra, e as cidades circunvizinhas, que, havendo-se entregue à fornicação como aqueles, e ido após outra carne, foram postas por exemplo, sofrendo a pena do fogo eterno." (Judas 1.7)

Não resta a quem quer ser cristão outra postura senão a de condenação sumária da prática da homossexualidade.

Se recebe de ''Deus'' a ordem de expurgar o homossexual agirá em contrário a isso? Evidente que não. O que vemos é um confronto de concepções sobre o que seja a Verdade. De um lado o homossexual que, em sua mente, se tem como normal, e de outro o crente que deve obedecer sua fé.

Eis mais um exemplo, entre tantos ao longo da História, em que a religião traz mal, faz mal e é um mal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário