segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

PREVISÕES PARA 2013

Ora... previsões? Que tipo de ser pensante acredita que isso seja possível: prever o futuro?

Nada pode ser previsto como um fato completo: isso vai acontecer assim e assim. O máximo que podemos fazer é analisar o passado, os agentes envolvidos e, com uma certa margem de erro e acerto correr todos os riscos disso. Note como os pais observam seus filhos e amigos e projetam comportamentos futuros, bons e ruins, e nem sempre acertam.

Quanto àqueles que, além de procurar por essas, colocam roupas brancas na passagem do ano e coisas do gênero, há que se dizer o óbvio: nada resolve. Números do calendário não têm qualquer influência como alguns numerólogos insistem em dizer. Creio que precisam alimentar a ilusão dessas coisas e manter sua clientela, haja vista o ano em que estamos: 5.774 para os judeus, 4.710 no calendário chinês, 1.434 no calendário islâmico e 1.933 para os hindus.

Cabe escolher que tipo de coisa deve ocupar a sua mente. Prefiro a vida sem essas bobagens!

sábado, 29 de dezembro de 2012

AS FOTOS DA PANCADARIA NA CÂMARA






















Fotos de Lucas Colombo, A Tribuna.

PANCADARIA NA SESSÃO DA CÂMARA DE VEREADORES (Vídeo)

A sessão extraordinária da Câmara de Vereadores de Criciúma realizada no início da noite deste sábado terminou em pancadaria. Depois de muita discussão entre situação e oposição, sobre a o regimento interno, divergindo sobre a legitimidade de a sessão ser presidida por Edson do Nascimento, já que o atual presidente, Toninho da Imbralit, estava ausente. Houve um empurra-empurra entre os vereadores Izio Inácio Hulk eJoão Fabris, que posteriormente partiram para as vias de fato, que culminou com Douglas Mattos rasgando o projeto, com o tumulto tomando conta do plenário, sendo necessária a intervenção da polícia militar para contornar a situação. Na sequência a sessão foi encerrada. 

Em meio à confusão dos vereadores, Nascimento colocou em votação a matéria e, afirmou que a votação do Projeto de Lei de número 137, o qual autoriza o Poder Executivo do município de Criciúma a parcelar os débitos de contribuição previdenciária com o Instituto Municipal de Seguridade Social dos Servidores Municipais de Criciúma (CriciúmaPrev) foi aprovado. Porém, a validade da sessão deste sábado deve ser decidida pela justiça.

Portal Engeplus

Veja o vídeo AQUI.

A PENDENGA DO CRICIUMAPREV


Lei que reestruturou o CriciúmaPrev (053/2007), em seu artigo 25 inciso XV, exige que o Conselho de Administração e Fiscal se manifeste em Projetos de Lei de Acordos de Composição de Débitos Previdenciários do município com o Criciúma Prev o que não ocorreu em momento nenhum na pendenga na Câmara de Vereadores esta semana.

Entretanto, em se tratando de Lei a palavra ''manifestar-se'', que consta desse artigo, é absolutamente vaga. Ou o contrário, delimita ao Conselho apenas emitir seu parecer, não tendo nada que faça esse parecer ser acatado em caso de pedido de parcelamento de dívida do município. Este artigo não ajuda em qualquer hipótese. Um erro grave já que é óbvio que qualquer credor tem que anuir um parcelamento, ainda mais num caso desses.

Enfim, a Câmara pode autorizar a recomposição. Com isso o atual governo teve uma certa folga de caixa e transfere para o próximo sua responsabilidade.

O CriciumaPrev foi criado com a Lei Complementar Nº 019, de 28 de Dezembro de 2001. E desde então o município de Criciúma tem tido dificuldades em fazer o repasse que desconta dos funcionários e com a sua própria parcela. O criador, Décio Góes, não honrou com os termos da Lei ao final do seu mandato, repetindo-se a situação no governo de Anderlei Antonelli.

O que se espera é que o próximo governo, que terá dificuldades de caixa, seja responsável o suficiente para acabar com essa de empurrar com a barriga.

sexta-feira, 28 de dezembro de 2012

AS ÚLTIMAS PALAVRAS DE CLÉSIO SALVARO

Postagem do prefeito de Criciúma em seu perfil no Facebook:

"Quando sonhei um dia ser prefeito de nossa cidade, nunca imaginei que o faria com tanta vontade. Com tanto gosto. Com tanto amor!

Deparei-me com um Clésio Salvaro que não só era o gestor com responsabilidade de ser Prefeito. Vi-me envolvido por uma paixão inexplicável. Apaixonado pelo município de Criciúma.

Sigo com fé, fiz tudo o que podia. E se um dia forem contar a minha história, peço que não digam que Clésio Salvaro foi o Prefeito que construiu o Parque das Nações, que pôs fim as cheias com o Canal Auxiliar, ou que revitalizou Avenida Centenário, fez creches, escolas, e postos de saúde. Não!

Gostaria apenas que dissessem que Clésio Salvaro foi o prefeito que amou e cuidou tanto desta cidade, como um Homem cuida da mulher amada, ou um Pai e uma Mãe, que cuida de um filho."

quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

O RINCÃO QUE VOCÊ QUER

Podemos contribuir com as administrações futuras do Balneário Rincão. Deixe sua contribuição nos comentários que incorporo a este texto. Entretanto, devemos ter critérios:

1. Sem postagens acusativas. Vamos propor;
2. Sem postagens genéricas. Nada de ''tem que acabar com a corrupção'' ou "Precisamos investir em educação'';
3. Se possível apresente alguns dados que reforçam sua proposta;
4. Se envolve recursos é necessário dar, pelo menos, uma ideia de onde viriam.

Vamos mostrar que entendemos, um mínimo necessário para opinar, da dinâmica da gestão pública.

domingo, 23 de dezembro de 2012

INFELIZ NATAL

Mateus capítulo 10 é um legítimo balde de água fria no papinho de ''mundo melhor'' por causa de Jesus. Evidente que há muitos textos que poderiam apontar nessa direção. Entretanto, quando Jesus dá uma palavra direta como essa resta aos seus seguidores apenas aceitarem. Os servos 34 e 35 dão no fígado como segue:

"Não cuideis que vim trazer a paz à terra; não vim trazer paz, mas espada; porque eu vim pôr em dissensão o homem contra seu pai, e a filha contra sua mãe, e a nora contra sua sogra."

Em sendo assim o que dizer de tudo que se diz nessa época de Natal? Ora, não vejo outra coisa senão o desejo alienado das pessoas. Não passam de romantismos sem relação com o cara que consideram seu mestre. Sequer observam que este mundo, o que vivemos, nunca será ''melhor'', ele será o possível e jamais deixará de ter conflitos porque é a vida.

É de todo lamentável porque têm um discurso que vai na contramão daquilo que dizem professar. Mostra que desconhecem o seu próprio sagrado. Para mim não há valor algum no que Jesus diz. Minha melancolia está em ser recorrente o distanciamento de sua própria fé. Daí aponta na direção que não estão atentos a muito mais coisas a respeito de outros tantos assuntos, preferindo formular algo superficial já que não apontam soluções objetivas.

Quanto ao que Jesus teria dito. Bem, não aconteceu o que ele diz porque não vejo nenhuma alteração no mundo que aponte para ser ele o gerador de conflito, senão o que os homens fazem desde sempre. Contudo, caso seus seguidores atestem que esta fala se tornou realidade podemos arrazoar que ele controla e comanda o que julgamos ruim. Não estaríamos em condições de promover outra coisa senão aquilo que está determinado, num fatalismo digno do mais eufórico aplauso aos que o obedecem!

Os bandidos e ''homens da guerra'' estão a seu serviço e não existe livre arbítrio.

sábado, 22 de dezembro de 2012

DEUS NÃO TEM FILHOS

Você é filho de Deus? O Deus cristão?

Pois bem, há quem diga que basta ''aceitar Jesus como seu único salvador" que passa a ser filho de Deus. Há os mais políticos que dizem que todos somos filhos de Deus e ponto final. Porém, parece que Jesus definiu a questão ao dizer "Amai a vossos inimigos, bendizei os que vos maldizem, fazei bem aos que vos odeiam, e orai pelos que vos maltratam e vos perseguem; para que sejais filhos do vosso Pai que está nos céus." (Mateus 5:44)

E aí não cabe outra pergunta senão: Você faz isso? Sem meias palavras do tipo ''estou tentando''. Ou faz ou não é filho de Deus!

Existe outra questão: se faz num momento e deixa de fazer em outro. Eis que complicamos um pouco. Se faz num momento e, conforme a agressão que sofre, deixa de fazer é como se não fizesse. Enfim, lamento colocar-te contra a parede: VOCÊ NÃO É FILHO DE DEUS. Sim, ouso afirmar porque simplesmente não existe quem pratique esse texto.

Nos vemos no inferno!

SOBRE A TRISTEZA NO NATAL

Se você é cristão sugiro pensar neste texto do sábio Salomão antes das festas de Natal e passagem de ano e, se for o caso, festa de aniversário:

"Melhor é a boa fama do que o melhor unguento, e o dia da morte do que o dia do nascimento de alguém. Melhor é ir à casa onde há luto do que ir à casa onde há banquete, porque naquela está o fim de todos os homens, e os vivos o aplicam ao seu coração. Melhor é a mágoa do que o riso, porque com a tristeza do rosto se faz melhor o coração. O coração dos sábios está na casa do luto, mas o coração dos tolos na casa da alegria. Melhor é ouvir a repreensão do sábio, do que ouvir alguém a canção do tolo." (Eclesiastes 7:1-5)

É evidente que ninguém vai se lembrar disso antes de uma festa e, muito menos, para realizar uma festa. E o que fazer com isso? Nada. Muito melhor a festa, as comemorações, do que velórios. Mas o que Salomão quis com isso? No contexto do livro, pelo que posso atingir, ele leva o pensamento ao que há de mais básico da nossa realidade e trata a vida com franqueza: o que nos faz crescer e aprender sobre a vida é o sofrimento.

Uma senhora que perdeu seu filho de 21 anos num acidente disse-me que não queria o "bônus por este ônus". Ela abria-mão de qualquer lição, de qualquer crescimento como pessoa, para ter seu filho consigo. Perfeito! Ainda mais que se fosse para ter alguma lição teríamos que aceitar que uma vida foi ceifada para outra ter uma experiência. Coisa que um Ser superior determina e pronto. O que, convenhamos, não serve de consolo algum. Não serve nem para ser dito, como muito fazem, com a vã esperança de dar algum sentido às circunstâncias. Um Ser desses de nada tem de superior!

Salomão vê sentido na vida. Ele crê que temos que crescer, que evoluir, e por isso fala que o sábio se dedica em ver quão somos limitados. Não creio dessa forma. Para mim a vida não tem qualquer sentido, qualquer lógica, qualquer razão de ser. Vejo-nos como fruto de mero acidente biológico. Somos como qualquer outro ser vivo. Tanto que, em se tratando de postura equilibrada e sábia há quem o seja sem ter passado por experiências difíceis. Há ainda os que diante de situações aterradoras ficam traumatizados e engessam suas vidas, passando a viver como moribundos, mortos-vivos, sem ânimo, sem alegria, sem vontade. Ora, as circunstâncias ruins não produzem frutos bons sempre. Além disso, há quem ''adore'' um velório, tragédias e mortes (note que os maiores índices de audiência em telejornais é de catástrofe) e ainda assim não passam de pessoas superficiais.

E por que da tristeza que se sente no Natal? É evidente a relação que fazemos com festa, alegria, gente reunida, pois há esse registro em nossas vidas, fruto da família ou mesmo do que vimos ao longo dos anos nos outros. Olhamos para os grupos e há uma nítida exaltação, euforia e uma felicidade que não encontramos referência em nós mesmos. Ora, o que vemos é somente o que demonstram e isso nos afeta. É uma especie de inveja. Somos atropelados pela inveja. Não se trata de alegrias falsas nos outros, mas de tristeza verdadeira em nós pela referência que fazemos. Ora, quem nunca passou pelo Natal não fará essa relação. Não é a data, mas as ligações internas.

De minha parte desliguei essas relações. O Natal, nem a passagem do ano, não me afeta, não me importuna, não me entristece e nem me alegra. Desconectei e isso me faz muito bem. É uma das vantagens da maturidade. Consegui faz muitos anos e não sei ao certo o que fiz. Apenas desconectei, vou dormir mais cedo e em plena paz.

Mas há algo sobre o Natal que pesa muito mais como a psicóloga Catarina Mexia faz menção: "O divórcio é outra das situações particularmente difíceis para viver na época natalícia. É necessário reorganizar a família, construir novas formas de celebrar e novos motivos de celebração. O círculo social transforma-se, especialmente no primeiro ano. Os amigos do outro, ou de ambos, podem já não fazer parte das relações mais próximas. As crianças continuam a esperar um Natal cheio de prendas. E o consumismo que nos caracteriza não é compatível com a perda de capacidade financeira resultante de uma separação."

A dura realidade de adequar a vida ao que de fato ela é e não a estas festividades absolutamente passageiras e transitórias traz desafios de verdade. Muito mais que encarar um fato consumado como a morte é ter que adaptar-se às novas relações que a liberdade nos proporciona. Quando era vergonhoso divorciar-se a divisão das famílias era coisa rara, afeta à morte de um ou outro. (Interessante é que a viuvez era alvo de compaixão e o divórcio de distanciamento, de reprimenda, de outras tantas divisões. Que ''amiga'' queria uma divorciada em sua casa e dividir a atenção do marido?) Porém, hoje há o ônus de refazermos o conceito de família e da própria festa natalina. E neste quesito não há uma palavra do sábio Salomão. Na realidade dele as famílias não se separavam como vemos hoje e ele, como pai, não foi um bom exemplo.

Se resta alguma sabedoria a ser perseguida neste momento é a de não perder um segundo sequer com o Natal, porque a vida vai muito além desse sentimentozinho frívolo de ''solidariedade e amor'' que se vê.

Conecte-se com a vida!

sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

CAFÉ DE 1.200 DÓLARES O QUILO

Considerado o café mais caro do mundo (US$ 600.00 por meio kilo), o Kopi Luwak
(ou Civet Coffee) é com certeza também o mais exótico.



Você tomaria uma bebida feita com fezes de animal? Antes de responder, saiba que é esse o ingrediente especial do café mais raro, saboroso e caro do mundo, o Kopi Luwak, originário da Indonésia. Essa, digamos, excentricidade do café sempre foi considerada uma lenda urbana, até que um estudo realizado pelo pesquisador italiano Massimo Marcone, em 2004, confirmou o que deve ter feito o estômago de muitos apreciadores da iguaria revirar.

Os preciosos grãos são mesmo processados pelo sistema gastrointestinal e depois retirados dos excrementos da civeta, um mamífero parecido com um gato, que não existe no Brasil (na Indonésia, as palavras Kopi e Luwak significam, respectivamente, café e civeta). O animal come somente os frutos mais doces, maduros e avermelhados do café, que são digeridos pelo seu organismo, com exceção dos grãos, que são excretados junto com suas fezes. E é justamente essa produção limitada dos grãos (menos de 230 quilos por ano) o motivo de sua raridade, preço alto (cerca de mil dólares o quilo) e sabor inigualável, garantem os apreciadores. "Uma mistura de chocolate e suco de uva. Menos ácido e amargo do que os cafés comuns", descreve Marcone.




Pesquisa valiosa

O pesquisador explica que à medida que o grão passa pelo sistema digestório do animal, ele sofre um processo de modificação parecido com o utilizado pela indústria cafeeira para remover a polpa do grão de café, mas que envolve bactérias diferentes das usadas pela indústria, além das enzimas digestivas do animal. É isso que dá ao Kopi Luwak seu sabor característico inigualável. Mas esse processo um tanto quanto esquisito de produzir café não representa riscos à saúde? "Os resultados dos testes que fiz em meus trabalhos mostraram que a bebida é perfeitamente segura", garante Marcone.

Não existem registros precisos sobre a história do Kopi Luwak, mas acredita-se que sua origem data de cerca de 200 anos atrás, quando os colonizadores holandeses iniciaram plantações de café nas ilhas de Java, Sumatra e Sulawesi, onde hoje é a Indonésia.

É nessas ilhas que vivem as civetas, que começaram a se alimentar da planta. Para evitar o desperdício, os plantadores de café começaram a coletar os grãos que saíam intactos das fezes dos animais. Em algum momento alguém resolveu experimentar essa variedade aparentemente pouco apetitosa e descobriu o que hoje é considerado o café mais saboroso do mundo. E você, ficou com vontade de encarar?

A IÇARA QUE VOCÊ QUER


Podemos contribuir com as administrações futuras de Içara. Deixe sua contribuição nos comentários que incorporo a este texto. Entretanto, devemos ter critérios:

1. Sem postagens acusativas. Vamos propor;
2. Sem postagens genéricas. Nada de ''tem que acabar com a corrupção'' ou "Precisamos investir em educação'';
3. Se possível apresente alguns dados que reforçam sua proposta;
4. Se envolve recursos é necessário dar, pelo menos, uma ideia de onde viriam.

Vamos mostrar que entendemos, um mínimo necessário para opinar, da dinâmica da gestão pública.

A CRICIÚMA QUE VOCÊ QUER

Podemos contribuir com as administrações futuras de Criciúma. Deixe sua contribuição nos comentários que incorporo a este texto. Entretanto, devemos ter critérios:

1. Sem postagens acusativas. Vamos propor;
2. Sem postagens genéricas. Nada de ''tem que acabar com a corrupção'' ou "Precisamos investir em educação'';
3. Se possível apresente alguns dados que reforçam sua proposta;
4. Se envolve recursos é necessário dar, pelo menos, uma ideia de onde viriam.

Vamos mostrar que entendemos, um mínimo necessário para opinar, da dinâmica da gestão pública.

Anônimo
Bom André, minha sugestão ao próximo prefeito, é que ele tenha postura de homem público, e não de um política. Que ele busque, junto à pessoas qualificadas criar projetos, que visem a melhoria da qualidade de vida. recursos existem, como sabemos, no Governo Federal. Quanto à geração de empregos, indústria só virão, se tivermos oferta de energia, água e telefonia. A tarefa não é fácil, mas também não é uma luta inglória. Para voltarmos à ser pólo, temos, que retomarmos o espírito empreendedor, que sempre foi característico da nossa região. E sobretudo prefeito, lembre-se: Você, é responsável direto pela vida de milhares de pessoas, sendo seus eleitores ou não.

Oferta de energia, água e telefonia não está ao alcance direto do prefeito.

De Maria Tereza Damázio
Próximos 4 anos seja quem for o prefeito, focar na educação e saúde. Dar um tempo com as obras. Qualificar!!! Por exemplo não adianta inaugurar creches sem as devidas instalações corretas, sem corrimão etc etc Professores de crianças com 4, 5 anos têm que ter auxiliar. O que é da saúde é da saúde, o que é da educação é da educação. Representatividade, união, parceria entre os políticos. A propósito: Vocês sabem que em Criciúma têm 72 creches e desde junho não foi depositado a verba municipal? 700 e poucos x 72 fazem as contas. Alguém sabe me dizer onde foi parar o dinheiro que era pras crianças/creches? E os pais além de pagarem os impostos ainda têm que fazer uma contribuição mensal. Te informa André pois nenhum vereador soube me responder.

quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

MURIALDO E O AUMENTO EM IÇARA

Do Canal Içara:

Sem resquícios de faixas, cartazes, apitos ou qualquer outro protesto e também sem plateia, a Câmara Municipal de Içara aprovou o aumento de salários do Executivo Municipal. Entre os 10 vereadores da cidade, apenas dois votaram contra. O bloco de oposição ao projeto teve somente Osmar Manoel dos Santos (PP) e André Mazzuchello Jucoski (PSDB). A inclusão do projeto foi realizada com um requerimento apresentado na própria sessão extraordinária desta quarta-feira, dia 19. Conforme aprovado no texto substitutivo, os secretários terão R$ 8 mil em subsídios, além de 13º salário. O vice-prefeito receberá R$ 10,8 mil. Já a folha de pagamento do próximo prefeito será de R$ 19,5 mil. Os valores representam uma variação de 37,9% a 86,2% de aumento. A maior diferença ocorre para o vice-prefeito.. Atualmente o salário é de R$ 5,8 mil.


Por sua vez o prefeito eleito de Içara, Murialdo Canto Gastaldon emitiu nota em sua fan page do Facebook como segue:

Em relação ao projeto de iniciativa dos vereadores que reajustou a remuneração dos secretários, prefeito e vice informo o seguinte:

1. É um projeto de iniciativa da Câmara de Vereadores. Não foi iniciativa minha e nem do Prefeito Gentil da Luz

2. Mente o Vereador Fábio Dellabruna, quando afirma que eu lhe telefonei para pedir que votasse a favor do reajuste. Nunca pedi isso a ele ou a qualquer outro vereador. Mais estranho ainda é ver que o vereador Fábio embora se posicione contra votou a favor do projeto.

3. Mantenho minha visão de aumento apenas aos secretários e por isso pedirei ao prefeito Gentil que vete o aumento concedido ao prefeito e vice. Se ele não o fizer, veto eu.

Não houve aumento para os vereadores.

DE UMA ELEITORA DO SALVARO

Hoje vou fazer uma coisa que para mim é difícil  Não queria que isto acontecesse nunca, mas como cidadã que luto com dificuldades, pago meus impostos em dia, trabalho de 8 a 10 horas em uma ONG cuidando, amando e zelando por crianças e adolescentes em situação de risco social, onde temos muito pouca ajuda dos órgãos públicos. Não fosse a comunidade de Criciúma, e cidades vizinhas, que acolhe nossas crianças dando tudo que elas precisam alem de amor,bens materiais, alimentação, brinquedos, não deixando que nada falte...

Nos deparamos com uma situação que nos deixou muito indignada. Segunda-feira fomos levar UM BEBÊ no Criança Saudável para uma consulta às 10 horas. Fomos atendidas as 11h30. Mas tudo bem, isto é o menor dos problemas. Estava um calor terrível. La chegando nos deparamos em uma sala que conforme a última campanha eleitoral servia de modelo para a Saúde de Criciúma, pois funciona la vários setores especiais de saúde (perto da antiga Turim. Não tinha um ventilador, um copo para tomar água, os pisos sujos, banheiros imundos, funcionários desanimados por causa do calor e com a falta de tudo o que seria para amenizar a vida das pessoas que precisam da saúde pública.

Sem comentar que fomos também em quatro postos de saúde e todos era mesma resposta: SEM REMÉDIOS. NEM UMA GOTA DE DIPIRONA OU OUTRO REMÉDIO DE EMERGÊNCIA.

Vimos idosos hipertensos e cardíacos voltarem, pois não tinha os remédios que eles, cadastrados, pegam no posto. Viemos embora tristes, desanimadas e confusas, pois não foi isso que escutamos nas campanhas eleitorais e acreditamos.

Mas é isso que esta acontecendo. Até quando? O QUE VAI SER DESTAS CRIANÇAS E DESTE POVO QUE PRECISA DA SAÚDE PUBLICA? POR FAVOR SENHORES GOVERNANTES, NÃO SÃO OS QUE PRECISAM DA SAÚDE PUBLICA que vão pagar este preço tao triste? É hora de rever a situação, pois garanto que nos gabinetes o ar-condicionado e os splitz funcionam, sem vocês pensarem nos menos favorecidos. Desculpem se magoei alguém mas não deu mais para calar...

De Maria Carmen Nagel Burigo

Creio que seja dispensável qualquer comentário de minha parte, já que o texto fala por si.

AS 38 FACULDADES DE MEDICINA FRAUDADAS

A Polícia Federal (PF) divulgou a lista contendo os nomes das 38 instituições de ensino superior cujos vestibulares foram alvos de quadrilhas especializadas em fraudar provas de acesso a cursos de medicina. Os casos foram revelados pela Operação Calouro da PF: alguns grupos agiam havia cerca de 15 anos. Em alguns episódios, os grupos teriam efetivamente manipulado o resultado dos processo seletivos, favorecendo candidatos. 


Confira abaixo as instituições que foram vítimas das quadrilhas:
1. Faculdade de Medicina de Petrópolis (FMP)
2. Faculdades Integradas do Centro Educacional do Planalto Central (Faciplac)
3. Centro Universitário de Caratinga/MG (Unec)
4. Centro Universitário de Araraquara (Uniara)
5. Centro Universitário São Camilo
6. Universidade Anhanguera (Uniderp)
7. Universidade Metropolitana de Santos (Unimes)
8. Centro Universitário do Pará (Cesupa)
9. Faculdade de Saúde, Ciências Humanas e Tecnológicas do Piauí (Novafapi)
10. Centro Universitário do Espírito Santo (Unesc)
11. Universidade Cidade de São Paulo (Unicid)
12. Universidade Presidente Antonio Carlos (Unipac)
13. Faculdade da Saúde e Ecologia Humanas – Vespasiano/MG – Faseh
14. Universidade Católica de Pelotas (UCPel)
15. Fundação Técnico-Educacional Souza Marques
16. Universidade Camilo Castelo Branco (Unicastelo)
17. Universidade Anhembi Morumbi
18. Unificado Cesgranrio
19. Faculdade de Ciências da Saúde de Barretos Dr. Paulo Prata
20. Universidade Nove de Julho (Uninove)
21. Universidade Estácio de Sá
22. Centro Universitário de Maringá (Cesumar)
23. Universidade de Rio Verde
24. Universidade de Franca (Unifran)
25. Universidade Luterana do Brasil (Ulbra)
26. Associação Educativa Evangélica (Unievangélica)
27. Faculdade Ceres (Faceres)
28. Faculdade de Minas (Faminas)
29. Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC-MG)
30. Universidade Salvador (Unifacs)
31. União das Faculdades dos Grandes Lagos (Unilago)
32. Universidade Santo Amaro (Unisa)
33. Universidade de Marília (Unimar)
34. Faculdade Santa Marcelina
35. Centro Universitário Serra dos Órgãos (Unifeso)
36. Faculdades Unidas do Norte de Minas (Funorte)
37. Centro Universitário de Patos de Minas (Unipam)
38. Pontifícia Universidade Católica de Campinas (PUC-Campinas)

Leia matéria completa AQUI.

quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

A MENTIRA COMO TRAMPOLIM

Pobreza é nossa condição natural. A riqueza, sim, é fruto de necessidades de mercado atendidas pelos meios de produção/distribuição, esforço, regulamentações, burocratização, tributação, inflação, capacidade produtiva, políticas etc. Basta notar que há cerca de 200 anos os países (ou reinos) estavam de tal forma próximos, em se tratando de riqueza, que pouca diferença havia entre uma Inglaterra e um Congo. Foi justamente a industrialização iniciada no século XIX que mudou drasticamente o mapa econômico. Nem isso se pode creditar ao capitalismo.

É preciso distinguir que um lord inglês poderia ter mais riqueza que um rei africano, mas o modo de vida, a tecnologia disponível, os aproximava. O que havia disponível até o final do século XVIII não ía muito além de cavalos e roupas, alguns tipos de armas e nada mais. A riqueza, notadamente o ouro, servia até certo ponto, pois a ele tinham acesso líderes tribais aos montes, não somente na África, quanto na América dos Maias, Incas e Astecas.

Com a industrialização, iniciada com a máquina a vapor, a coisa mudou profundamente. Para tanto analisemos do que era necessário, como ainda é, para produzir um trem, por exemplo. A mineração ganhou força total na produção de carvão, a tecnologia para fabricar as peças das máquinas cresceu exponencialmente e o ganho em produtividade que tudo isso gerou, além dos serviços que são acrescidos. Fomentaram a circulação de dinheiro, nova mão-de-obra e novos relacionamentos entre países. Empresas surgiram e as necessidades advindas dessas mudanças levaram a novas Leis. A mecanização barateou a produção fazendo surgir a produção de massa. Com a redução dos preços de roupas, por exemplo, as populações das cidades puderam comprar mais, fazendo crescer o comércio, inclusive de outros seguimentos. Enfim, isso não é obra do capitalismo, mas de uma situação espontânea, haja vista o capitalismo estar nas relações comerciais desde que essas iniciaram com o escambo - a troca de excedentes de produção agrícola por cobre, por exemplo. Onde há capital (dinheiro ou semelhante) há capitalismo e isso remonta a tempos que ignoramos. O inverso não existe. Sem capital, sem capitalismo. Pois este é consequência, não causa.

Por sua vez os socialistas/comunistas reproduzem um discurso que não se sustenta na História ao condenarem o capitalismo. E muito mais tolos ao se referirem à burguesia. Tal anacronismo ainda se vê. Como nesta semana o Rodrigo Maciel, que foi candidato pelo PCB a prefeito de Criciúma, fez menção na rádio Som Maior. Falam como se a pobreza fosse fruto do capitalismo, da exploração do homem sobre o homem, quando não é fruto de nada. Basta pensar que não fosse a tecnologia e o crescimento da produção tudo o que seríamos estaria resumido em criadores de rebanhos para consumo próprio e plantadores de hortas.

Mais dramático, e absolutamente verdadeira, é a análise de Walter Williams, do Instituto Ludwig von Mises, ao afirmar: "Um fato trágico — embora pouco comentado — é que vários países da África passaram por expressivos declínios econômicos após suas independências. Em muitos desses países, o cidadão médio pode dizer que comia mais regularmente e usufruía mais proteções aos seus direitos humanos quando ainda estava sob domínio colonial. As potências coloniais jamais perpetraram os indescritíveis abusos de direitos humanos — incluindo-se aí o genocídio — que vimos ocorrer em países como Burundi, Uganda, Zimbábue, Sudão, África Central, Somália e outros lugares após sua independência." Ou seja, nem o colonialismo explica a miséria em que nações se encontram.

E por que insistem em negar os fatos e afirmar mentiras? Porque necessitam manter um discurso que legitime uma ascensão ao poder. Nada mais, nada menos. Não importam-se com a verdade, tampouco com as soluções, mas com seu projeto de poder.

terça-feira, 18 de dezembro de 2012

PATERNIDADE BIPOLAR

O vício de consentimento no registro de nascimento de uma criança foi reconhecido pela Câmara Especial Regional de Chapecó, que manteve sentença da comarca local em ação que resultou em anulação de registro civil. 

Um profissional da área médica, em grave crise de transtorno bipolar, no ano de 2009 reconheceu ser o pai da filha de sua faxineira, com quem fazia programas, mesmo depois de ter realizado cirurgia de vasectomia. 

Após internação e tratamento, ele pediu a anulação do registro, sob o argumento de que, naquele período, não tinha discernimento completo para praticar e responder por seus atos.

Para comprovar a alegação, juntou documentos e laudos psiquiátricos realizados na época dos fatos. A mãe, representando a criança, afirmou apenas que, ainda que o autor não seja o pai biológico, existem laços afetivos entre eles.

O desembargador substituto Artur Jenichen Filho, relator da apelação, apontou dados de artigos da literatura médica, especialmente na área da psiquiatria, e reconheceu o vício de consentimento. O magistrado entendeu não ser possível que o autor, profissional da área médica, em juízo perfeito acreditasse que a menina fosse sua filha após a cirurgia de vasectomia, comprovada no processo. 

 Ele também concluiu inexistirem os laços afetivos alegados por mãe e filha. “De mais a mais, as provas amealhadas não são capazes de demonstrar qualquer vínculo afetivo (...), até porque, existindo a alegada relação afetiva entre as partes, não há como aceitar que durante as internações do autor (...) nunca tenham se preocupado, nem ao menos ido visitá-lo”, finalizou Jenichen Filho.

(TJ SC)

TORNOZELEIRA ELETRÔNICA PARA CONDENADOS

A fiscalização por meio de monitoramento eletrônico de presos em regime aberto em Santa Catarina voltou a ser tema de discussão entre autoridades do Poder Judiciário, Executivo e da Polícia Militar, durante encontro realizado nesta semana no Tribunal de Justiça. 

   O corregedor-geral de Justiça, desembargador Vanderlei Romer, considerou a proposta pertinente, mas ressaltou a necessidade de um esforço conjunto para melhor compreensão desta nova forma de fiscalização junto à sociedade. “A fiscalização de presos no regime aberto ou em livramento condicional não é papel da Polícia Militar, tampouco do oficial de justiça”, explicou. 

   A desembargadora Salete Sommariva, coordenadora estadual de Execução Penal e Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher (Cepevid), por sua vez, relembrou que a concessão de benefícios na execução penal reflete um ato de confiança do juiz em relação ao apenado, mas pode ser revogada em caso de descumprimento das condições impostas. 

   A possibilidade de monitoramento de presos com o uso de tornozeleiras eletrônicas foi levantada pela Secretaria Estadual de Justiça e Cidadania. O custo unitário do equipamento é de R$ 600, e a secretaria vê com bons olhos sua implementação em Santa Catarina. A desembargadora Salete adiantou que o assunto é tema de debate e discussões entre os juízes que integram o Grupo de Monitoramento e Fiscalização do Núcleo de Execução Penal da Cepevid. 

   A reunião serviu ainda para discussão sobre o cumprimento de ordens judiciais na execução penal e sobre aspectos ligados à aplicação da Lei Maria da Penha. Uma nova reunião deve ser agendada para apreciação dos termos de cooperação técnica voltados para a implementação do monitoramento eletrônico em Santa Catarina.

    Além do desembargador Romer e da desembargadora Sommariva, participaram da reunião o subcomandante-geral da Polícia Militar, coronel Valdemir Cabral, acompanhado de comitiva do comando estadual da Polícia Militar; o subcoordenador da Cepevid, Vilmar Cardozo; o juiz-corregedor Alexandre Takaschima; e a secretária adjunta de Justiça e Cidadania, Maria Elisa de Caro.

TJ SC

GRÊMIO CONDENADO PELA JUSTIÇA

A 3ª Câmara de Direito Civil do TJ precisou fazer uma distinção entre direitos patrimoniais e direitos autorais para pôr fim a uma ação judicial que opôs o Grêmio Porto Alegrense a um repórter fotográfico, em conflito sobre a utilização de imagens da conquista do título mundial, registradas pelo profissional no Japão, em 1983. 

O clube demonstrou ter firmado acordo com o fotógrafo, que consistia na disponibilização de passagens aéreas de ida e volta ao Japão para o registro do evento. Em contrapartida, teria direito de uso das imagens captadas. Em 2009, um DVD comemorativo foi lançado com o uso de tais imagens, porém sem menção ao seu autor. Em primeiro grau, a agremiação foi condenada ao pagamento de danos morais e materiais ao profissional. Em segunda instância, foi concedida apenas indenização por danos morais, arbitrada em R$ 30 mil.

“O fato de ter o clube réu adquirido os direitos patrimoniais sobre a obra não lhe confere o direito de utilizar as imagens produzidas pelo autor sem lhe atribuir os créditos, ou mesmo modificá-las, já que estas prerrogativas dizem respeito aos direitos morais do autor, os quais, conforme salientado acima, não foram transferidos ao clube réu”, ponderou o desembargador Marcus Túlio Sartorato, relator da apelação. A decisão foi unânime (Apelação Cível n. 2012.072180-2).

(TJ SC)

Frei Paulo Back é condenado a 20 anos de prisão

O juiz Felippi Ambrósio, titular da comarca de Forquilhinha, no sul do Estado, condenou um frei daquela cidade à pena de 20 anos de reclusão, em regime fechado, pela prática de atos libidinosos diversos da conjunção carnal contra dois jovens menores de 14 anos.

    A ação penal, proposta pelo Ministério Público, teve denúncia recebida pela Justiça em 19 de julho deste ano. Ao longo do processo – a que o frei respondeu recolhido no presídio Santa Augusta, em Criciúma – foram ouvidas mais de 30 pessoas, entre vítimas, testemunhas e o próprio acusado. 

   O frei, segundo o MP, cometia abusos contra alunos que frequentavam a catequese, a maioria na faixa etária de 11 a 13 anos. Nos dois casos a que se refere a condenação, os delitos foram cometidos no ato da confissão religiosa que antecedia a primeira comunhão dos jovens. 

   O magistrado, ao prolatar a sentença condenatória, negou ao réu o direito de recorrer em liberdade, principalmente pelo fato de ele ter aguardado o julgamento encarcerado, como forma de assegurar a ordem pública, a instrução criminal e a aplicação da lei penal. 

   “Se os indícios extrajudiciais autorizavam a custódia cautelar, com muito mais razão autorizam a sua manutenção neste momento, pois demonstrada, pela prova submetida ao crivo do contraditório, a existência da materialidade e da autoria de parte dos crimes que foram imputados ao réu. A ordem pública exige a manutenção da prisão, haja vista a gravidade dos fatos praticados em face de crianças e adolescentes, atingindo-lhes a dignidade sexual”, anotou o juiz Ambrósio. Cabe recurso ao Tribunal de Justiça.

(TJ)

PRIMEIROS PASSOS DA EQUIPE DE MURIALDO E SANDRO


Secretários conhecem realidade atual das pastas que irão ocupar

murialdo e sandro serafimDesde terça-feira, dia 11, o novo secretariado nomeado para o governo de Murialdo Gastaldon e Sandro Giassi Serafim se reúne com os atuais secretários do município. O encontro que segue nesta quinta-feira tem como objetivo acompanhar o andamento e continuidade dos trabalhos em cada secretaria.
Junto ao grupo, o prefeito e vice-prefeito eleito, Murialdo Gastaldon (PT) e Sandro Giassi Serafim (PMDB) participam das reuniões. “Conhecendo o andamento atual de cada secretaria, teremos maior facilidade de, além de implementar novas políticas, dar continuidade às ações que estão dando certo. Quem ganha com isso é a população de Içara”, ressalta Murialdo.
Texto e foto: Colaboração Francis Leny / Ápice Comunicação

domingo, 16 de dezembro de 2012

PSD DE CRICIÚMA NASCE PODRE

Deputado Jorge Boeira declinou de sua candidatura à prefeitura de Criciúma depois da decisão que lês logo a seguir, depois de minhas considerações. Porém, vale considerar que, diante das recorrentes decisões da Justiça, demonstrando claramente que Clésio Salvaro cometeu erros inaceitáveis, mesmo os que estão fora da ''lista'' do Ficha Limpa, como fraudar um aluguel ou as denúncias do Gaeco, o apoio de um partido ao grupo que o cerca é preocupante.

Não está em jogo o que seja lícito, melhor ou ruim para a cidade, mas o que rende ou não votos. Ficou claro o desejo da população no último pleito e está claro também que este partido não visa confrontar o povo, dada a estupidez que manifestou, nem ser intransigente com desmandos. O PSD quer apenas e tão somente votos, mesmo que isso signifique depor contra o que seja o caminho da legalidade. Trocou dignidade por aplausos.

Sob todos os aspectos o manifesto que se segue é uma demonstração inequívoca da podridão recorrente em todos os níveis da Nação.

Nota oficial do PSD de Criciúma:

No momento em que o debate sobre o processo eleitoral em Criciúma entra definitivamente na pauta da cidade, motivado pela decisão da Justiça Eleitoral de promover novo pleito para a escolha de Prefeito e Vice-Prefeito, o PSD de Criciúma manifesta publicamente:
 1 - O Partido orgulha-se em apresentar um dos seus mais valorosos quadros como pré-candidato a Prefeito de Criciúma. Deputado Federal destacado, competente e ético, Jorge Boeira constitui-se numa das lideranças mais honradas da política catarinense. Reúne, pois, todas as condições para comandar um projeto vitorioso para a cidade de Criciúma e, o que é mais importante, reúne as melhores qualidades para administrar bem nossa cidade. Nossa posição é unânime e coesa. Nosso apoio é total e irrestrito.
 2 - Em relação à eleição para a presidência da Câmara de Vereadores de Criciúma, o PSD manifesta sua decisão de honrar o compromisso, assumido antes mesmo da designação da nova eleição, de formar aliança com os partidos com os quais o PSD já esteve aliado na eleição de outubro passado. 
3 – Reafirmo que o PSD deseja e apóia Jorge Boeira para Prefeito. Na hipótese do parlamentar não confirmar sua candidatura, o PSD caminhará aliado com os mesmos partidos que integraram a composição vitoriosa no último dia 7 de outubro.
Celso Menezes
Presidente do PSD de Criciúma

OS LADRÕES E JESUS

Estranhamente apenas no evangelho de Lucas (23.39-42) temos o célebre diálogo entre Jesus e os dois outros crucificados com ele. Em Mateus e Marcos as tais blasfêmias entram no pacote dos insultos da turba. João dá ênfase a outros detalhes como o sorteio da túnica feita pelos soldados romanos. De tantos os evangelhos de Mateus, Marcos e Lucas se repetirem, e por isso são chamados sinóticos (mesma ótica), chama a atenção essa singularidade, ainda mais que Lucas, pelo que dizem os estudiosos, veio depois dos outros três, dando a entender que é uma informação resgatada a posteriori. Mas, enfim, que teria esse texto de tão importante?

"E um dos malfeitores que estavam pendurados blasfemava dele, dizendo: Se tu és o Cristo, salva-te a ti mesmo, e a nós. Respondendo, porém, o outro, repreendia-o, dizendo: Tu nem ainda temes a Deus, estando na mesma condenação? E nós, na verdade, com justiça, porque recebemos o que os nossos feitos mereciam; mas este nenhum mal fez. E disse a Jesus: Senhor, lembra-te de mim, quando entrares no teu reino. E disse-lhe Jesus: Em verdade te digo que hoje estarás comigo no Paraíso."

O texto é absolutamente limitado. Por exemplo, que crimes cometeram estes dois homens? Como foram suas vidas? Se mereceram a morte por crucificação estaríamos abonando a ''pena de morte''. O que queria dizer o sujeito com "estando na mesma condenação"? Ou seja, temos que nos limitar a tão poucas informações e isso me faz temer porque as interpretações se perdem no vazio dos "achismos". De qualquer forma arrisco-me.

A salvação do rapaz que blasfemava poderia ser um ato de misericórdia. Ora, questionar um cara que está condenado e se apresentou como Filho de Deus não te parece natural? Na agonia da morte foi absolutamente sincero, disse o que pensava. O ''bandido mal'' não creu da mesma forma que muitos de nós. Desprezamos os que nos cercam porque julgamos que suas vidas não condizem com o resultado que auferiram depois de anos. "Ué, ele não era o cara? Como deixou chegar nessa situação?" costumamos dizer. Além disso, estava no mesmo sofrimento que o ''salvador''. Se a morte de Jesus foi vicária a morte do bandido, sendo absolutamente igual, representou sua punição. A morte por cruz, comum na época, em si mesma nada representa, não tendo sido exclusividade do salvador. O sofrimento de Jesus em nada o difere dos demais. Aliás, a História está repleta de casos em que o sofrimento por tortura em muito supera a de Jesus.

Podemos também imaginar quais seriam as amarguras desse blasfemador. Sua vida pregressa pode ter sido motivada por sucessivas agressões e sua visão da vida, como contendo alguma coisa boa, tenha se perdido logo na infância. Não seria justo analisar suas motivações? Afinal, o que se espera de Deus senão que tenha compaixão e que saiba que somos vulneráveis ao meio?

Um dos personagens que mais me marcou no clássico Memorial de Maria Moura, de Rachel de Queiroz, é de um traidor que pouco antes da morte, amarrado a um tronco, recebe a visita do padre. Nesse momento da extrema unção o padre pergunta se ele ainda crê em deus e o tal diz: "Deus é luxo!" Ora, reagimos de múltiplas formas diante dos males da vida e a revolta faz parte desse contexto. Além disso, está claro que pessoas cujo lobo frontal é menor tem senso ético e moral quase inexistente. Um defeito congênito que torna o sujeito afeto ao crime, sem remorso, e por isso o condenamos nos tribunais humanos, mas de Deus esperar-se-ia outro entendimento. O ladrão da cruz é mal, e a ele não é dada a possibilidade do bem. Jesus não teve misericórdia!

Quanto ao "bandido bom" só fez por acreditar, mesmo não tendo feito reparos aos males praticados, pode-se dizer que foi um privilegiado, pois quem, na angústia da morte teve a oportunidade de um diálogo desses? Ele reconheceu que Jesus era o salvador e pronto. O cara estava na fragilidade da morte. Não teria sido um ato de desespero diante do fim iminente? Volto à vida que ele teve: que religião teria sido educado? Não sabemos. Pode ter se apegado ao que lhe pareceu ao alcance dos olhos, coisa bem comum. Afinal, ninguém clama por um deus que nunca ouviu falar. Como criminoso teve condenação nas leis do Império. Jesus por sua vez teve condenação pelo Sinédrio (juri judeu) e a decisão foi respeitada por Pôncio Pilatos porque esse era o entendimento do César, de respeitar o justiciamento do povo dominado segundo suas próprias leis. Daí o lavar das mãos representar uma política de Estado, nada mais. Se não foi reparado o mal que praticou não houve justiça e sobre isso Jesus não faz qualquer menção. Salvou o bandido sem que seus males fossem contornados. Que tipo de Deus é esse? Um Deus do bem? Com certeza não. Além de não fazer Justiça bastou uma puxada de saco para transformar um condenado em salvo.

O padrão de análise da nossa conduta por parte de Deus não poderia ser dentro dos nossos padrões. Não o foi para um, mas também não o foi para o outro que, blasfemando, poderia ter do salvador o entendimento da nossa limitação. Esse texto se encaixa perfeitamente na necessidade da religião de colocar-se como caminho único. Ora, é necessário ao cristianismo ter em si mesmo a única opção, do contrário abriria o leque e tiraria de si a autoridade no quesito 'salvação'. Jesus está no centro da decisão, não importando a vida que temos. Daí a história humana não revelar presença divina em coisa alguma e as nossas sociedades seguirem com os condicionamentos humanos permitidos por nossa própria humanidade.

Se Deus não interfere no nosso mundo, a não ser para curar uns e outros de dores de barriga e dar emprego, por que haveríamos de crer em algo superior depois desta existência? Bem, suponho que Deus não seja a manifestação cristã. Deus é outra coisa que não faço a menor ideia do que seja.

MENTIRA!

A mentira é condenada sob todos os aspectos nos muitos discursos que se vê por aí. Notadamente no que tange aos relacionamentos. Porém, o que move os da nossa espécie à mentir? Quais seriam as ''razões'' por trás da mentira? Mentir é essencialmente ruim? Há alguém que não tenha mentido?

Longe de responder todas as estas perguntas gostaria que nos reportássemos a um mundo no qual há comunicação sem a complexidade da fala humana: o reino animal.

O Polvo é um mestre na mentira. Engana para sobreviver
É notório que a camuflagem é uma forma de sobrevivência, tanto do aspecto de não ser vitimado pelos predadores, quanto para surpreender a caça. Na minha visão a camuflagem é uma forma de mentira, senão a mentira em si, em sua maior expressão.

Nas relações humanas não vejo outra coisa senão a mesma coisa: autoproteção e ataque. Os discursos contrários são meros romantismos desprovidos de senso de conveniência. Ou seja, sendo necessário, estando qualquer um de nós acuado, mentiremos para nos proteger. Além disso, na competitividade pelo acasalamento ou nos negócios, a mentira é uma arma legítima, segundo se pode conferir na própria Natureza. No caso do acasalamento entre humanos em poucos momentos somos tão mentirosos como quando queremos conquistar uma(o) parceira(o). O que seria a paixão senão um momento dos mais mentirosos? Não fosse isso não teríamos separações conjugais.

O exemplo da natureza é contundente porque não há o ingrediente da mente desenvolvida que temos. Seria um mundo de pureza, de ausência de maldade como entendemos que seja a maldade - fruto de desejo meramente ruim, sem amparo moral ou ético. Entre os animais há a pureza da vida em si, sem condicionamentos das tradições que vemos entre nós. Se neste mundo paralelo ao nosso a mentira é fundamental para a perpetuação das espécies por que não seria entre nós?

Na guerra a mentira é estratégia absolutamente necessária
Durante a Segunda Grande Guerra milhares de judeus, dentre outros perseguidos pelos nazistas, foram salvos porque alguns dentre os não perseguidos optaram por mentir. Da mesma forma a vitória Aliada, a partir da invasão da Normandia, se deu com mentiras na Contra-Espionagem. A poderosa frota de porta-aviões japonesa, no Pacífico, foi emboscada porque americanos decifraram suas mensagens ao enviar uma mensagem mentirosa que sabiam seria monitorada pela marinha imperial.

Depois do fim da Guerra Fria o mundo se viu mergulhado na espionagem industrial. Ora, pesquisadores e empresas que investem em pesquisas precisaram se proteger e, via de regra, mentir para ludibriar quem queria expropriar seus conhecimentos.

Casamentos são preservados por mentiras. Ora, imagine que bem traria à sua relação se você mesmo contasse que transou com outra pessoa num momento de "só sexo"? Nenhum. Muito melhor sossegar, tocar a vida, e deixar aquele instante no esquecimento para manter a paz dentro de casa. "Mas foi traição" - inegável. Ocultar um fato não é o mesmo que dar a ele o status de verdade.

Mais que reclamar da mentira sugiro que façamos como os animais e nos adaptemos às regras do jogo. Se um animal não vê o outro que está camuflado pode usar do olfato para detectar sua presença, por exemplo. Para não cairmos nalguma mentira precisamos de faro, de observação, de atenção aos detalhes.

Por fim, não reclame quando é a sua (in)capacidade de perceber mentiras que está em jogo.

Abração do Roldão.

sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

SOBRE OS OPORTUNISTAS

Somos todos, ou deveríamos ser, oportunistas. Quem não é oportunista é trouxa. Afinal, que empresários não vivem de oportunidades, que trabalhador não quer lançar mão das oportunidades? É na oportunidade, em geral criada pelas chamadas crises, que os observadores veem chances de prosperar. Essas palestras sobre prosperidade nada mais são que conselhos para que sejamos oportunistas, como uma filosofia mesmo.

Acho muito ruim o uso que foi dado à palavra. Um uso unilateral que diminui o que a palavra significa. Evidentemente que enseja também o sentido de subtrair o que não é devido.

Assim fôssemos mais oportunistas para crescermos como Nação!

O PT E O PODER


Para os petistas o único desejo legítimo de poder é o deles. Falam de uma tal 'direita reacionária', que não se sabe mais qual seja, como inimigos viscerais de gente como eu e você. Seus textos são de tal raiva que parece que a democracia que lhes deu a oportunidade não existe mais e que podem ser alvo de golpes. Ora, se fosse como apregoam nem um vereador fariam, pois quem domina não deixa outros crescerem se isso significar a perda desse poder, ou a simples ameaça. Nenhum outro grupo é digno de querer administrar este país, mas fazem bom uso dos aliados...

Nem sei se sabem o que significa ser um reacionário, já que eles reagiram ao domínio de uma tal direita que vem desde o Império, como eles mesmos dizem. Ou seja, verborragia burra, pra dizer o mínimo. Contudo, o que mais atenta contra os interesses da Nação é sua postura no poder. Isso é tão forte na militância que dá medo.

A reação (coisa de reacionário) dos petistas à condenações dos mensaleiros, sob o argumento de julgamento político, numa total e escrachada negação do julgamento em si, demonstra claramente que ânimo têm. Caso sejam sacados do poder em 2014 teremos um grupo movido por um ódio ainda mais intenso.

CONCORRA A 2,5 MIL EM VALE-COMPRAS

Lojas da rua João Pessoa, centro de Criciúma, estão com uma promoção muito bacana. Não precisa comprar, basta preencher um cupom para concorrer a este presente de Natal. Será cedido como prêmio ao ganhador da melhor frase sobre o natal, 1(um) vale-compras no total de R$ 2.500,00 (dois mil e quinhentos reais);

São elas:

  • Susi Closet
  • Kooldy
  • Casa do Calçado
  • Ponto das Flores
  • Toque de pele
  • Vip Calçados
  • Cacau Show
  • Kibella Cosméticos
  • Fuchiko
  • Star Point
  • Scaty
  • De Luise
  • Maranata
  • Moda Fácil
  • Ateliê do Sabor
  • Cred Express
  • Hiper 1,99
  • Cia dos Pastéis
  • Studio Plaza
  • Girassol
  • Otica Stylus
  • Chiquita Bonita 
  • Flytour
  • Restaurante Século XXI

quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

FALSOS ADVOGADOS EM CRICIÚMA


OAB Criciúma e Polícia Civil apreendem homens que se passavam por advogados


Data: 13/12/2012

Ação conjunta entre OAB Subseção Criciúma e Polícia Civil realizou a apreensão de dois cidadãos que estavam se passando por advogados, esta manhã, em um hotel na área central da cidade. Conforme informações do presidente da Comissão de Direito Previdenciário, Fábio Colonetti, a OAB recebeu denúncia de que um grupo de pessoas viria até Criciúma promover atendimentos para a concessão de benefícios previdenciários. “Foram enviadas cartas para milhares de aposentados e pensionistas das regiões da Amrec, Amesc e Amurel. Havia a suspeita de que isso seria uma contravenção, então procuramos a Polícia Civil, que prontamente atendeu nosso chamado”, esclareceu.

Assim que chegaram ao local do delito, a Polícia Civil, o advogado Fábio Colonetti e o presidente da Comissão de Fiscalização, Fábio Geremias, constataram que, de fato, não havia nenhum advogado e duas pessoas se intitulavam assessores jurídicos. “Eles já haviam atendido 11 pessoas, passando informações e solicitando dados pessoais. Com estes dados dos aposentados e pensionistas, os contraventores poderiam até abrir empresas e solicitar empréstimos consignados. A Polícia imediatamente os conduziu até a delegacia e lavrou um termo circunstanciado”, explicou Colonetti. É importante salientar que assessoria jurídica é uma atividade privativa da advocacia, e exercer a profissão sem o título de advogado é uma contravenção penal. “A atuação da Polícia Civil merece todos os elogios. Eles foram muito receptivos e agiram rápido”, destacou.

Conforme Colonetti, a Comissão de Direito Previdenciário da OAB Criciúma vai instaurar um processo disciplinar contra o advogado que enviou os dois cidadãos para a cidade. De acordo com ele, estas duas pessoas vão responder a um termo circunstanciado. “A parceria entre OAB Criciúma, por meio das Comissões de Direito Previdenciário e de Fiscalização e a Polícia Civil, visou proteger não só os advogados, mas, principalmente, toda a sociedade”, observou.

Fonte OAB Criciúma.

BARBOSA, MENDES E MELLO: LULA DEVE SER INVESTIGADO


 O presidente do Supremo Tribunal Federal e relator do mensalão, Joaquim Barbosa, defendeu ontem que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva seja investigado pelo Ministério Público. Barbosa confirmou que teve acesso às 13 páginas do depoimento prestado por Marcos Valério em setembro à Procuradoria-Geral da República.
No depoimento, Valério acusou Lula de receber recursos do esquema para pagar despesas pessoais e de ter dado o "ok" para a tomada de empréstimos bancários fraudulentos que constituíram a fachada financeira que bancou o mensalão (mais informações no quadro ao lado).
Barbosa afirmou que conhecia o depoimento. "Tomei conhecimento oficioso, não oficial", disse. O ministro preferiu não fazer juízo de valor sobre a gravidade das denúncias feitas por Valério, mas disse que o Ministério Público deve abrir uma investigação sobre os fatos. Ao ser perguntado se o ex-presidente deveria ser investigado, afirmou: "Creio que sim".
Dias depois de Valério prestar o novo depoimento, a íntegra foi remetida para o Supremo. Mas Barbosa, relator do processo, devolveu o depoimento para o Ministério Público. De acordo com integrantes da Corte, Barbosa e o procurador-geral da República, Roberto Gurgel, não quiseram misturar as novas declarações com o julgamento da ação penal do mensalão. Por isso, o depoimento não foi anexado ao processo.
Os ministros Gilmar Mendes e Marco Aurélio Mello também defenderam uma nova investigação sobre as declarações do empresário. "Isso aí, se procedente, é muito grave", disse Marco Aurélio sobre a afirmação de Valério de que dinheiro do mensalão pagou despesas pessoais de Lula.
Ambos disseram que eventuais suspeitas contra o ex-presidente não podem ser incluídas no processo que está em fase final de julgamento pelo STF. Mas as investigações poderiam tramitar perante a Justiça Federal em um inquérito autônomo ou ainda poderiam ser incluídas em outros procedimentos já em andamento no Judiciário. "Sabemos que o que está aqui (no STF) é um porcentual muito pouco significativo do que se fez", afirmou Mendes. Para o ministro, um eventual inquérito para apurar suspeitas contra Lula não tramitará no STF. "Ele não detém prerrogativa de foro", disse.
Segundo os ministros, o depoimento de Valério não afeta o processo em julgamento no Supremo, mas pode influenciar os procedimentos abertos na Justiça Federal, como o que apura suspeitas de irregularidades em empréstimos concedidos pelo BMG.
Para os ministros, o fato de Valério ter dado a declaração lançando suspeitas sobre Lula não garante ao empresário o benefício da delação premiada no caso do mensalão. "Se tivesse feito isso lá no início, quando o inquérito estava tramitando, aí ele poderia ser tido como delator", disse Marco Aurélio. Considerado o operador do esquema, Valério foi condenado a mais de 40 anos de prisão.

ARREPENDER-SE? NÃO NECESSARIAMENTE

Arrependimento é o resultado de uma série de preceitos absorvidos durante as experiências ou instruções recebidas, seja pela família, seja pela sociedade. Ora, dependendo do que recebemos teremos ou não arrependimento disso ou daquilo. Por exemplo, de atirar pedra em cachorro a furtar fruta no mercado. Um terrorista não deve ter arrependimento dos inocentes que mata porque sua ''luta'' o faz ter toda a sorte de justificativas para seus atos.

Dia desses chamei a atenção de uma senhora, de uns 60 anos, que pegava uvas no Bistek sob o pretexto de experimentar pra ver de estavam boas: "A senhora não deveria comer sem lavar!" eu disse. Quer dizer que não compra manga, mamão ou laranja... Há ainda os que chegam ao assassinato durante um acesso de ira e depois, com a cabeça fria, acabam por ver o que fizeram. As tais brigas de trânsito são o maior exemplo.

E não é necessariamente algo bom ou ruim. Pessoalmente há alguns arrependimentos de não ter feito o que seria, de certa forma, mal: aquela porrada que não dei, e aquele respeito pela menina que me fez perder a transa, a viagem adiada pra não gastar e o enfrentamento de dedo na cara que deixei para lá...

Enfim, coisas da memória! Sim, são os registros na memória que nos levam ao arrependimento ou não. Podem nos fazer justificar uma ação ruim: fiz isso por causa daquilo. Mesmo que não seja objetivo, como um trauma que nos leva a um comportamento adverso do senso comum à espécie. Tudo passa a ser relativo, cujo juiz é nossa a maneira de filtrar nossa própria vida.

Enfim, o que vamos repassar, as informações e exemplos, às gerações que nos sucedem tem tudo a ver com isso. Nossa responsabilidade pelo bem ou mal vai além do que fazemos com nossas próprias mãos. Na última eleição em Criciúma mais de 70% dos eleitores deram um recado obscuro, vergonhoso e contrário à Justiça que refletirá por décadas. A aversão aos demais candidatos não explica o ocorrido já que poderiam anular seus votos ao teclar um número incorreto. O que explica isso é uma delirante inconsistência sobre o que é bom e sobre os reflexos do que fazemos, além da desconsideração aos preceitos legais (certos ou errados).

Há ainda os pais que levaram seus filhos a uma vida medíocre sem ao menos entenderem a dimensão de seus atos. Na minha família tem um tio que de tal forma oprimiu seus filhos para serem cristãos devotos que nenhum (isso mesmo: nenhum dos oito filhos) segue sua fé. Se um deles erguesse a cabeça no momento da oração era disciplinado com uma surra. Não somente tem como certo o que fez como recomenda e jamais chegaria ao ponto de pedir perdão por seus atos. Tem também os pais que ensinam seus filhos a não revidarem e os tornam sacos de pancadas em nome de um bom comportamento. Ora, não vejo mal nenhum em defender-se!

As relações de fatos que fazemos em nossa mente nos levam a toda a sorte de ações. Então, se há algo a ser dito ao final está em recomendar uma análise do se faz, ou se deixa de fazer, e os motivos que envolvem essas ações e omissões.

Para encerrar veja este VÍDEO.

Abraço!

quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

SHOPPING DAS NAÇÕES X PARK SHOPPING (Angeloni)

Segundo comentário de Adelor Lessa, hoje na SM, representantes dos dois shoppings, lançados em Criciúma, das Nações e Park (Angeloni), estiveram com grupo de lojas-âncora para apresentarem as vantagens de um e outro projeto.

Pelo que o Lessa disse a apresentação do presidente do Deinfra, Paulo Meller, sobre a via rápida pode definir em favor do Angeloni, já que o acesso à BR-101 passará ao lado e será a principal via para chegar ao Centro. Meller foi ao encontro a pedido do grupo Angeloni. A obra do governo está licitada e deve começar em poucos dias.

O fato recorrente é que não há mercado para os dois empreendimentos. Do ponto de vista da estrutura a Angeloni apresentou algo muito superior porque prevê ocupação à volta com prédios de apartamentos e escritórios.

quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

ADORO O FACEBOOK

É de tal monta postagens de frases em imagens no Facebook que é possível que estejamos minimizando a capacidade, já limitada e cambaleante, de lidar com textos mais longos. É facilmente detectável que, sequer, os compartilhadores compulsivos conseguem arrazoar sobre aquilo que dividem em seus murais sob os auspiciosos refletores de uma sabedoria tão rasteira que beira a total fragilidade intelectual. Afinal, o que se passa pelas mentes?

Para trazer exemplos eu fui em alguns perfis, coisa simples. Então vamos a eles:

A real evolução do Homem não está no sofrimento, mas no Conhecimento da Verdade.Verdade? Poucas coisas são tão vagas.

Deixar de ir não significa desistir, mas sim aceitar que há coisas que não podem ser.
Com certeza uma citação perdida, totalmente fora de seu contexto. Absolutamente vago.

Tudo tem um porquê. A gente é que demora pra entender.
Evidente! Nada é uma coisa solta e desvinculada de tudo.

Tudo depende de como você vê o mundo.
O que faz com postem tanta obviedade?

E de repente a vida te vira do avesso e você descobre que o avesso é seu lado certo.
E quem sofreria uma mudança tão radical? Tem que ser muito desconectado de si pra conceber uma pérola dessas.

Para fechar estes poucos exemplos:
Obrigado Deus por eu não ser conrinthiano.
Eu agrido a sensibilidade dos religiosos quando aponto sua contradições? E usar Deus desse jeito é motivo de risos...

domingo, 2 de dezembro de 2012

Atrizes pornôs e a FELICIDADE


Atrizes pornôs são mais felizes que outras mulheres

Carol Castro 29 de novembro de 2012 na SUPER.
Não, amigos, elas não se sentem mal por trocar sexo por dinheiro. Pelo contrário, se sentemmelhor e mais confiantes do que a maioria das mulheres. Duvida? É só dar uma olhada nessapesquisa realizada por universidades americanas e pela Fundação de Assistência Médica à Indústria Adulta.
Os pesquisadores compararam 177 atrizes de filmes adultos a outras mulheres de fora daindústria pornô, que tinham a mesma idade (de 18 a 50 anos), status de relacionamento e pertenciam às mesmas etnias. Eles as entrevistaram para pegar informações sobrecomportamento sexual, autoestima, qualidade de vida e uso de drogas. As atrizes voluntárias trabalharam, em média, três anos e meio com pornografia.
E elas parecem ter uma vida mais feliz do que as “mulheres comuns”. Segundo a pesquisa, asatrizes pornôs têm melhor autoestima, gostam muito mais do próprio corpo do que outras mulheres, níveis mais altos de espiritualidade, maior satisfação sexual e melhor qualidade de vida (dormem melhor e têm mais energia).
Como sexo é profissão, não faz sentido ser careta na cama. E é por isso que elas entram navida sexual um pouco antes, em média com 15 anos, enquanto as outras mulheres perdem avirgindade aos 17. Se essa diferença não é assim tão gritante, o número de parceiros ao longo da vida chama muito mais atenção: as atrizes transam, em média, com 74 homens (e preferem que eles tenham uma experiência mínima de 21 mulheres), enquanto as outras moças, têm só 5 homens na vida (e esperam que tenham tido pelo menos 3 mulheres). E elas se divertem mais com sexo: 69% das atrizes dizem gostar muito da vida sexual e só 32,8% das mulheres comuns dizem o mesmo.
Mas nem todas as estatísticas não são assim tão favoráveis às atrizes. Elas realmente usam mesmo mais drogas e têm mais problemas com alcoolismo.
E aí, ficou surpreso?
(Na foto, a atriz pornô Alexis Texas)
Crédito da foto: commons.wikimedia.org

sábado, 1 de dezembro de 2012

O QUE É MINARQUISMO

Minarquismo ou minarquia é uma teoria política que prega que a função do Estado é assegurar os direitos negativos da população, isto é: impedir a coerção física da população. Ou seja, estão entre as funções do Estado a promoção da segurança, da justiça e do poder de polícia, além da criação de legislação necessária para assegurar o cumprimento destas funções. Um Estado com estas funções teria de taxar o povo em 3% ou 6% no máximo. Um exemplo disso foi o que ocorreu nos Estados Unidos durante o século XIX, quando a carga tributária girou em torno de 3%, embora este país não fosse exatamente minarquista na época.

Os defensores do minarquismo são contrários a Estados com grande peso na economia e defendem um capitalismo do tipo livre-mercado.

Diferencia-se do anarco-capitalismo porque este último não admite nem mesmo um Estado mínimo, já que acredita que é impossível frear as forças de expansão do Estado nas minarquias, que acabariam evoluindo para um Estado tradicional. De qualquer modo, hoje em dia as diferenças entre minarquistas e anarquistas liberais é teórica. Na prática política, as duas correntes rumam na direção da redução do tamanho dos Estados atuais.


Exemplos de minarquismo

A cidade do mundo hoje mais próxima do minarquismo, segundo os adeptos desta teoria, é Hong Kong, porque tem a melhor proteção da propriedade privada no mundo, a segunda menor carga tributária e praticamente não existem tarifas de importação e exportação. Durante os 99 anos (1898-1997) em que foi administrada sob o conceito minarquista Hong Kong se tornou uma ilha de prosperidade e riqueza. Outras economias Asiáticas, notadamente alguns dos "Tigres Asiáticos", adotaram políticas semelhantes de baixas tarifas, governo enxuto, e confiança na economia de mercado. Talvez o melhor exemplo seja o de Singapura. A opção pelo minarquismo tem sido amplamente criticada, entretanto, em função dos excelentes resultados de economias com forte papel do Estado, como a China, a Índia e o Brasil.

Historicamente, o país mais próximo do minarquismo puro foi os Estados Unidos durante o período de 1780 até 1913. Durante este período os Estados Unidos se transformaram de uma economia rural e primitiva, que possuía menos de 1% do volume de produção global, para o país mais rico e industrializado do mundo, com um terço da produção industrial global.

Publicado na Wikipédia que você confere AQUI.

Tema sugerido por Álvaro de Freitas Arns.

DEJETOS

Numa guerra até as fezes do inimigo devem ser analisadas, caso seja possível. Ali estarão as ''digitais'' dos alimentos ingeridos, que não são, necessariamente, os mesmos alimentos servidos. Em certo sentido é isso que faço quando escrevo sobre religião: analiso os dejetos dos fiéis, aquilo que deixam pelo caminho. Evidente que uso um discurso indireto para instigar. Assim, não conseguem esconder o que de fato estão ''comendo'', pois ao invés de ponderarem sobre os temas fazem ataques pessoais e expõem arrazoados sobre coisas enlatadas. Raramente conseguem lidar com um texto que não seja o das cartilhas que seguem, mesmo que em antagonismo com o que dizem crer. As incoerências do cristianismo praticado, por exemplo, são de tal monta que somente a mais absoluta cegueira da credulidade faz coabitar tanta coisa. Mais isso corresponde, em certo sentido, ao analfabetismo funcional que grassa neste país.

Vamos a um exemplo gritante, daqueles que são tão discretos quanto um rinoceronte no cio, numa postagem que fiz no Facebook, com raras exceções:

Clichês tolos sobre Deus: ''é grande'', ''é maior'', ''é tudo''.
São expressões que ensejam comparação. O grande precisa do pequeno; o maior do menor; e, ''tudo'' ignora as demais coisas em nossa vida. Esse povo que diz que O segue não consegue analisar nem o que fala sobre quem é Absoluto. Em sendo absoluto não tem carências, em não sendo carente não precisa de culto e jamais poderia ser ofendido. Por outro lado a criação depõe contra o conceito de absoluto. Ao criar o mundo Ele estabeleceu uma relação e só se relaciona quem tem algum tipo de carência. Além disso, um ser que se basta em si mesmo não poderia ter 'vontades', porque vontade remete a desejo e desejo é um tipo de carência.



Renato Monteiro: pelome-nos aqui vc diz que ele criou o mundo então existe alguém e se existe alguém ele e Deus e isso

Rosi Fáttima: Filosofias não faltam para esse debate mas concordo com o que comenta!

Sérgio Hammer: Esse assunto é sempre polêmico. Eu acredito em DEUS, mas não sigo nenhuma religião. O que faço é ajudar o próximo, dar opinião quando me pedem, e não me meto na vida das pessoas. Isso pra mim, já é um bom começo.

Sérgio Hammer: E detalhe, sempre me perguntam por quê não vou a nenhum igreja: Primeiro, eu tenho minha interpretação sobre a bíblia (todos os pastores e padres tem como base a Bíblia). E também, como um padre vai querer dar conselhos sobre família, se ele mesmo não tem? E sobre os patores, o caso é mais complicado ainda. Pois a maioria, digamos 99% são pastores hoje, porque antigamente já foram drogado, assaltantes e outras delinquências. E eu? Que pago meus impostos, nunca fui preso, não consumo drogas ilícitas, estudei, me formei e tento levar a minha vida da melhor forma.

Zurene Manique: E a Teoria do Caos?

André Roldão: Caos são os comentários que não tratam do assunto da postagem. Por exemplo: não trato da criação, não falo de religião, tampouco o cristianismo é o foco.

Maicon Robetti: nada mais que formas das pessoas se expressarem... normais em qq relação.

Dilson Grassi: Na minha opinião a criatura querer definir e explicar o (a ) Criador (a) além de uma presunção já é um paradoxo...

Maicon Robetti: Sérgio, muito boas suas colocações. Se me permite um comentário dentro daquilo que convivo: a questão do padre não ser casado, não desabona o conhecimento de família, em primeiro pq ele nasceu em uma. Outra questão é que não precisamos vivenciar todas experiências para falar sobre elas: um pai não precisa ter sido drogado para orientar o filho, o pai quando tem seu primogênito nunca foi pai, mas orienta seu filho... um médico trata tantas coisas que nunca teve... e por ai vai. Abs

Dilson Grassi: kkkkkkkkkkk Chega a ser engraçado,( sem ironias) como cada um defende sua maneira de ver as coisas..Para aqueles que creem em uma vida apos a vida alguém vai se decepcionar muito quando lá chegar, dada as divergências de opiniões aqui postadas..kkkkkkkkkkk

Maicon Robetti: acho que se decepcionar não, mas surpreender com certeza.

Dilson Grassi: Questão de colocações meu amigo, muitos de nós quando nos surpreendemos nos decepcionamos...

Renato Monteiro: Deus e simplesmente mais do que qualquer debate que possa se colocar aqui mais muitos so acreditao no que vem e quanto a pastores que forao drogados e hoje estão pregando a palavra de Deus e porque Deus procura as coisas loucas da vida pra confundir as sabias.

Pércio Jr Clislaine: DEUS É DEUS não tem o que falar,e para falar vc tem que se permitir sentir a presença dele em sua vida,só então poderá fazer qualquer tipo de comparação,é preciso ter experiência com DEUS,com seu poder sobrenatural,penso ser absurdo falar de algo que não se tem conhecimento.

Sérgio Hammer: Maicon Robetti, perfeita sua colocação. Com certeza o padre foi criado em uma família. Mas de que me adianta ir ouvir o padre, se vai ser mais do mesmo, pelo menos para mim. E com relação aos pastores vc tbm tem total razão. Mas cai na mesma do padre. Do que adianta eu ir ver ele pregar, sobre a história de vida dele, se eu já sei para onde as drogas levam. E como já disse anteriormente, fazendo o bem sem olhar a quem na medida do possivel e por ai vai, já é um bom modo para se viver.

André Roldão: Sobre o que mesmo que foi a postagem?

Renato Monteiro: e realmente acho que isso e besteira mesmo falar de Deus nao e pra qualquer um tem que ter muita sabedoria pois ja se sabe que os seres humanos nao usam nem um porcento da capacidade mental portanto e muito falho e confuso falar do criador de tudo

Enfim, do que estão se alimentando? O que estão a despejar não reflete um prato saudável. Ao contrário, uma farinha rala, sem nutrientes. Como venho acompanhando isso por toda a minha vida, os comentários acima refletem o todo.

(Dejetos ficou forte? Então substitua a expressão por 'lixo'. Quer conhecer os hábitos de alguém ou família? Vasculhe seu lixo - aquilo que sobra da vida diz quase tudo!)